sábado, 22 de abril de 2017

Ressurreição, Exaltação, Vinda do Espírito Santo.



Os que haviam se convertido eram perseverantes em ouvir o ensinamento dos apóstolos, na comunhão fraterna, na fração do pão e nas orações. Todos os que abraçavam a fé viviam unidos e colocavam tudo em comum e repartiam o dinheiro entre todos conforme a necessidade de cada um. Diariamente todos frequentavam o templo, partiam o pão pelas casas e unidos tomavam a refeição com alegria e simplicidade de coração. Louvavam a Deus e eram estimados por todo o povo. E cada dia o Senhor aumentava o número das pessoas que seriam salvas.


E diziam: Bendito seja Deus, Pai de nosso Senhor Jesus Cristo. Em sua grande misericórdia, pela ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos, ele nos fez nascer de novo para uma esperança viva, para uma herança incorruptível, que não se mancha nem murcha e que é reservada para nós nos céus. Graças à fé e pelo poder de Deus fomos guardados para a salvação. 

E isto porquê? Porque Jesus entrou no meio deles e disse. “a paz esteja convosco. Recebei o Espírito Santo”. E alegres proclamavam, ‘vimos o Senhor”. E clamavam, “meu Senhor e meu Deus”.


Os católicos daquela época, e nós desta época assim fazemos: aceitamos Jesus como nosso Salvador. Nos entregamos a Jesus. E estamos salvos por Jesus. Por isso somos perseverantes em ouvir o ensinamento dos apóstolos, na comunhão fraterna e na fração do pão e nas orações, e colocamos tudo em comum, e repartimos o nosso dinheiro.

E cada dia dizemos “bendito seja Deus, Pai de nosso Senhor Jesus Cristo que nos fez nascer de novo e somos guardados para a salvação que deve manifestar-se nos últimos tempos. Isto é de muita alegria para nós embora seja necessário que algumas vezes possamos ficar aflitos por conta de várias provações


Porque a nossa fé é mais preciosa do que o ouro perecível que é provado no fogo, e assim alcançaremos louvor, honra e glória no dia da manifestação de nosso Senhor Jesus Cristo. Isto é glória para nós, fonte de alegria indizível e gloriosa, pois obteremos aquilo que acreditamos: a nossa salvação.

 A PÁSCOA DO PAPA FRANCISCO

“A Igreja não cessa de repetir: “Pare! O Senhor ressuscitou!”.

“Mas hoje – reitera o Pontífice - a Igreja continua a dizer: “Pare! Jesus Ressuscitou!” E isto não é uma fantasia, a Ressurreição de Cristo não é uma festa com muitas flores. Isto é bonito, mas não é só, é mais do que isto. É o mistério da pedra descartada que torna-se o alicerce da nossa existência. Cristo Ressuscitou, este é o significado”.

 NOTICIÁRIO


1)- Hoje tem visita na comunidade Tiúba, com santa missa. A partida, às 14.00h. A comunidade já está se preparando para fazer a novena de São José operário, no dia 1º de Maio, o padroeiro, envolvendo a participação das comunidades do setor.

2)- Na comunidade Santa Ana, no horário da 
celebração tem formação do dízimo. Quer dizer que em vez de 
celebração será formação. Ao cuidado da Pastoral do dízimo, família Bacurau e 
Chico Chagas e família Araújo (D.Domingas e seu João). Estamos construindo três 
salas provisórias para catequese possivelmente de adobo, enquanto não se procede 
à construção de igreja maior, pois a frequência está aumentando e a capela se torna 
insuficiente e pequena demais.

3)- Amanhã o meu irmão estará viajando de volta para Belo Horizonte, como já referi domingo passado. Foi muito importante a sua visita na nossa paróquia.

4)- Hoje é o encerramento do Cerco de Jericó

Parabenizamos todos que que se entregaram com muita 

participação.


5)- Nos dias 21 a 23 ocorreu a assembleia 
diocesana da Catequese na paróquia de Coelho Neto















sábado, 15 de abril de 2017

Dia 19 de Abril, Dois anos sem o Padre Neves.Nossa Páscoa e a páscoa do Padre Neves




Dia 19, 4ªfeira, ocorre o segundo ano da partida do Padre Neves para a Casa do Pai. Faremos a oração do santo Terço em frente do monumento na praça do P.Neves, e uma procissão em volta da igreja para entrar para a santa missa de dois anos. Todos convidados.


Após a ressurreição o santo sepulcro de Jesus é o novo templo de Jerusalém


“Porque procurais entre os mortos aquele que está vivo?” (lc.24,5).

As primeiras comunidades de cristãos de judeus convertidos começaram uma série de peregrinações aos lugares  que lembravam os lugares da via sacra de Jesus. E concluíam sempre com a visita ao santo sepulcro.

As narrativas relativas ao santo sepulcro deixavam clara a relação com a absoluta identidade entre o Jesus de Nazaré crucificado e o Cristo ressuscitado. E isto como uma “nova criação” , como bem expressavam as palavras do Apocalipse “já não haverá mais morte” (Apoc.21,4). E o túmulo vazio, o santo sepulcro é disso o sinal e o símbolo maior. O sepulcro vazio é assim o mais antigo símbolo profundamente humano da vida nova. Daí nasceu a experiência pascal de uma vida renovada em Cristo.

Para os primeiros cristãos convertidos do judaísmo havia lugares como santuários e lugares sagrados como lugares de revelação. Entre esses lugares sagrados o mais sagrado era o sepulcro. E o sepulcro de Jesus tornou-se o lugar sagrado da revelação da ressurreição. Para esses cristãos vindos do judaísmo, para eles o que contava eram as sagradas Escrituras. E o santo sepulcro tornou-se assim para eles com o mesmo valor das sagradas Escrituras. Não foi Jesus que disse “destruam este templo e depois de três dias eu o reeguerei?”(Jo,2,19). É  por isso que no Símbolo dos Apóstolos se afirma: “ressuscitou segundo as Escrituras”.

É um mistério de fé, do qual esse lugar sagrado é o símbolo maior: o santo sepulcro é de fato um sinal religioso da fé cristã da ressurreição. Desse jeito fica esclarecida a visita da comunidade de Jerusalém ao sepulcro de Jesus que eles faziam a cada ano a fim de de celebrar e escutar a a narrativa catequética da ressurreição. Daí vem a seguinte novidade cristã: a visita anual do Antigo Testamento ao Templo de Jerusalém deu lugar à visita anual ao novo Templo que é o Santo Sepulcro de Jesus. E assim ficou cumprida a a profecia: “destruam este templo e depois de três dias eu o reeguerei?”(Jo,2,19).

Do antigo Templo vinha a Lei, do novo Templo vem a vida nova de Jesus e o perdão. De lá vinha a “maldição” para os que não conheciam  a lei “essa gente que não conhece a lei são uns malditos”(Jo.7,40); daqui agora vem a salvação. Porque o amor vale mais que a lei, o amor vale mais do que a fé.

O sepulcro não é o lugar para um vivente morar. No relato de Jerusalém, esse espaço agora é preenchido pela mensagem de Deus: ”ele está vivo, foi ressuscitado”. O túmulo está cheio de branco, brilhante, da luz de uma nova realidade. O lugar da morte tornou-se lugar da revelação divina. A aparição branca anula a presença daquilo que as mulheres vinham buscar, um cadáver. O espaço fechado da morte foi substituído pela abertura da ressurreição. Em contraste com a morte, a ressurreição é um espaço aberto e não uma realidade sombria. O espaço sacral fechado foi substituído pela vida mais sagrada. Assim, o indizível tornou-se acessível para todos: não é preciso ser filósofo  ou teólogo para só assim ser possível crer na ressurreição.


Partindo daí, mais exatamente da narrativa de S.Marcos, o evangelista Mateus avança para outro detalhe teológico quando diz que as santas mulheres “aproximaram-se e abraçaram os pés de Jesus, prostrando-se diante dele” (Mt.28,9), querendo dizer que reconheceram Jesus como o Cristo e Senhor. É igual dizer que nós católicos aceitamos Jesus como Salvador quando beijamos a cruz na Sexta feira Santa e no domingo de Páscoa.
NOTICIÁRIO:


1)- A Via-Sacra foi muito bem participada pelas duas Paróquias, e neste ano teve um novo percurso, desde a paróquia de Cristo Rei até na paróquia de N.S. das Dores. Parabéns aos organizadores e `Companhia de teatro paroquial comandada pelo Nando.

2)- No dia 18 tem reunião da Pastoral do Batismo, como habitual às 19.00h, no CBNET. Sua presença é muito importante.

3)- Primeira comunhão e confissões no Bairro de S.Francisco (Bairro da Cruz) no dia 18.

4)- Assembleia diocesana de Catequese terá lugar na paróquia de Coelho Neto, nos dias 21/22.

5)- Criação do Setor Juventude, terá lugar na cidade do Brejo também nos dias 21/22.

6) Visita e santa missa na comunidade Tiúba, no dia 23, próximo domingo às 14.00h.


7)- Dia 24 meu irmão P.Anibal estará de volta para Belo Horizonte, depois de passar dois meses conosco. Agradecemos muito esta visita e todos os trabalhos que realizou na Paróquia. Toda a Semana Santa passou colaborando na Paróquia de Cristo Rei, atendendo aos  pedidos do P. Joel. Volte sempre

PROGRAMAÇÃO DO CERCO DE JERICÓ
06h00 – Com. Santo Antônio e Homens do Terço. Participação: Com. Santa Margarida e G.O Nova Aliança
07h00 – Com. Santa Ana e Grupos Mãe Rainha. Participação: Com. São José e G.O Cristo Rei
08h00 – Mulheres do Terço. Participação: G.O Renovados em Cristo
09h00 – G.O Rosa Mística e Ministros da Eucaristia. Participação: Comunidade São Camilo
10h00 – Comunidade Nossa Senhora do Bom Parto. Participação: Com. Nossa Senhora Aparecida e G.O Fonte de Misericórdia
11h00 – G.O Louvor e Adoração. Participação: Comunidade Nossa Senhora da Conceição
12h00 – Comunidade São Pedro. Participação: G.O Rainha da Paz
13h00 – Acólitos
14h00 – Legião de Maria. Participação: Com. Sagrada Família
15h00 – Comunidade São Raimundo e Com. Shalom. Participação: Com. Nossa Senhora de Fátima
16h00 - G.O Boa Semente. Participação: Comunidade Santo Expedito
17h00 – Comunidade Santa Terezinha e Catequese. Participação: Com. Santa Luzia
18h00 – Pastoral da Juventude e Pastoral do Dízimo. Participação: Com. Nossa Senhora de Lourdes
19h00 – G.O Divina Misericórdia e Liturgia
20h00 – Com. São Francisco e Apostolado da Oração
21h00 – Pastoral da Família e Pastoral da Sobriedade
VIGÍLIAS
16/04 – Pastoral da Juventude, com. Nossa Senhora do Bom Parto e Legião de Maria
17/04 – Com. Santa Ana, G.O Divina Misericórdia e Mulheres do Terço
18/04 – Homens do Terço, Pastoral do Dízimo e Apostolado da Oração
19/04 – Com. Santo Antonio, G.O Rosa Mística e Ministros da Eucaristia
20/04 – Com. São Pedro, Pastoral Familiar, Pastoral da Sobriedade e Com. Shalom
21/04 – G.O Boa Semente e Acólitos
22/04 – Com. Santa Terezinha, Com. São Francisco e G.O Louvor e Adoração
Obs.: Início dia 16/04 às 20h com a Santa Missa
Encerramento dia 23/04 às 6h00
Início das vigílias às 22h00
Local: Igreja Matriz


sábado, 8 de abril de 2017

Na tradição judaica a morte era considerada como reparação pelo pecado



Os primeiros cristãos não inventaram a ideia do martírio e nem da a ideia da morte reparadora; fazia parte de sua herança judaica.

Teoricamente, o homem justo sempre sofria por conta da sua justiça, e todo judeu fiel preferia morrer a desobedecer à lei. Exemplo, os macabeus no século segundo antes de Cristo, que morreram como mártires pela lei. E quando em 63 a.C. os sacerdotes morreram em seus postos oferecendo os sacrifícios em vez de fugir para salvar as suas vidas. E já no tempo de Jesus, os zelotas preferiram antes suportar qualquer tortura a chamar César de senhor, e milhares deles foram crucificados, e em Massada muitos deles se suicidaram pelo mesmo motivo, em 73 d.C.

Na época de Jesus, a figura do profeta estava se confundindo com a do mártir, e haviam surgido lendas a respeito dos sofrimentos e do martírio de quase todos os profetas (cf. Mt.23,29)

Jesus foi se convencendo do desfecho de seu destino. No filme sobre Barrabás, a gente enxerga que pelos caminhos da Judeia, cruzes sem conto estão espalhadas ao longo dos campos e das estradas para recordarem a todos o que os aguarda a quem seguir o caminho desses revoltosos. 

Jesus passando por ali, desde menino devia pensar, olhe não será assim que virá acontecer comigo? Jesus ia se acostumando à mesma sorte daqueles que não concordavam com a situação. Por isso dizia também àqueles andavam com ele estejam preparados: “quem quiser me seguir tomará a sua cruz” (Mc. 8.34). O que esperava o justo era uma morte causada pelos injustos. “Armemos ciladas ao justo, vamos mata-lo de morte infame” (Sab.2, 12). 

Jesus e seus discípulos teriam que esperar perseguição e morte. Quem quiser salvar a sua vida perdê-la-á; mas quem perder a sua vida por minha causa e pelo evangelho a salvará.”(Mc. 8.35). E como Jesus trazia novos ensinamentos, o sofrimento e a morte estavam muito na sua expectativa.

O que estava mais decidido a eliminar era o sofrimento: o sofrimento dos pobres e oprimidos e o sofrimento do mundo, E Jesus encontrou uma maneira de diminuir o sofrimento, foi o de sofrer com os que sofrem, o que se chama compaixão. 

A compaixão destrói o sofrimento por nos levar a sofrer com e em benefício daqueles que sofrem. Deste jeito, a disposição de sofrer pode vencer o sofrimento no mundo. Um sentimento de simpatia para com os pobres que não inclua a disposição de partilhar seus sofrimentos seria algo inútil. Por isso Jesus deixou a máxima bem clara: quem perder a sua vida por minha causa e pelo evangelho a salvará.”(Mc. 8.35)

O homem que teme a morte já está morto, enquanto que o homem que deixou de temer a morte, nesse mesmo momento começou a viver. Porquê? Porque a compaixão e o amor obrigam o homem a fazer tudo pelo bem dos outros. Por isso, o homem que diz que vive para os outros mas não está disposto a sofrer por eles é mentiroso, e já está morto. “ O filho do homem veio para dar a sua vida em resgate por muitos” (Mt.10,45)

Deste modo Jesus veio para resgate da humanidade. Resgate é pagar algo para alguém ou algumas pessoas. Oferecer a sua vida é estar disposto a morrer para que outros vivam. No caso de Jesus, para que vivamos de outra maneira.

           Noticiário


1)- A caminhada da CF. (Campanha da fraternidade) foi uma manifestação de cidadania e defesa do meio ambiente, em que teve toda a participação dos colégios, catequeses e comunidades. Parabéns à equipe paroquial que planejou, organizou e envolveu toda a cidade no clima do meio ambiente e da nossa mãe Natureza. Parabéns às secretarias de Educação e do Meio ambiente e todos os colégios que participaram.


2)- Hoje, domingo de Ramos, dia de profecia e das vitórias antecipadas do justo e de Jesus o Justo, e de todos os justos. Dia da certeza da verdade, do bem sobre o mal, da verdade sobre a mentira, da verdade sobre as calúnias, e da natureza que vai sempre se renovando e nos alimentando.

3)- Ontem e hoje, dia 09 teve Encontro da PJ. (assessores e coordenadores) sobre o estudo da doutrina social da Igreja no Brejo. De nossa paróquia participaram a Ir. Fátima e mais quatro Jovens.

4)- Dia 11, terça feira tem reunião do CPP, às 19.00, no CBNET. Sua presença é muito importante.

5)- No  dia 03, segunda feira teve a reunião dos COLEGIADOS. Ficou assente que vai ter reunião na comunidade SANTANA  dia 23/04 para formação e organização do dízimo, ao c/ da Pastoral do Dízimo, a família Bacurau, e família Chico Chagas e Domingas e João Araújo. E outra para o dia 28/5. A próxima reunião dos COLEGIADOS: dia 02/05

Semana Santa


1)-Dia 10, 11 e 12 tem confissões na igreja matriz, da manhã e à tarde.

2)- Quinta Feira Santa, Sexta Feira Santa e Sábado, Oração do Ofício divino das Comunidades, ao cuidado do grupo “Semeando louvores” na matriz às 07.00h da manhã.

3)- Quinta e Sexta feira Santa tem visitas aos doentes da parte da manhã.

4)- Dia 13 - Quinta Feira Santa, Celebração da SANTA CEIA às 17.00h e Lava-pés, seguindo-se adoração até às 22.30h.

5)-Dia 14- Sexta-Feira Santa: Via SACRA na rua, começando em frente da matriz da paróquia de CRISTO REI, e encerrando nà matriz de N.ª S.ª DAS DORES, seguindo-se a comunhão e beijo da cruz na matriz. É dia de jejum e abstinência.

6)- Dia 15- Sábado Santo: Missa da Vigília Pascal às 21.00h. Bênção do fogo novo, e da Àgua batismal, e Procissão com o Círio Pascal, acompanhado com as nossas velas

7)- DIA 16- DOMINGO DE PÁSCOA- Missa na Comunidade de S.Pedro: 07.00h. Na Matriz às 08.00h; Em Sta Teresinha às 09.00h; na Matriz às 10.00h. Batismos dos catequizandos às 15.00h. Missa na Matriz às 20.00h

         XII EDIÇÃO VIA SACRA


Locais das cenas e responsáveis pela ornamentação:
Observação: Necessário um caminhão com carroceria grande que servirá de palco deve estar ornamentado e posicionado frente à procissão.
Duvidas ligar para coordenação 991216662 / 991370717

1ª Cena - Jesus e Tentado no deserto. (local lado matriz Cristo Rei) Resp: Bairro Aparecida, Legião de Maria.
2ª Cena – Jesus e traído e entregue aos chefes da lei.(Local próximo da loja Casa Brasil todos na avenida do areal) Resp: Comunidade Novo castelo, comunidade Santa Ana, bairro aldeia.
3ª Cena – Agonia de Jesus no horto das oliveiras(Próximo comercial Cardoso 02 todos na avenida do areal) Resp: Comunidade Bairro areal, Comunidade São José, Mil casas.
4ª Cena – julgamento no palácio de Caifás. (próximo a óptica do trabalhador todos na avenida do areal. Resp: Comunidade Bairro da corrente, Mulheres do terço e Acólitos.
5ª Cena –Jesus no palácio de Pilatos flagelação e julgamento condenação. (Próximo da escola Amélia Mendes muro sem casas lado esquerdo ) Resp: Bairro Terras Duras, Pastoral da Juventude, Catequese paroquial.
6ª Cena – Jesus no palácio do rei Herodes. (Do outro lado da avenida lado direito da escola Amélia Mendes muro sem casas) Resp: Comunidade Bairro Novo Bairro de Fatima e Pastoral da Família.
7ª Cena – Jesus encontra-se com sua Mãe. (Local muro sem casas lado direito avenida areal próximo panificadora pão de mel) Resp: Bairro Santa Luzia, bairro Recanto dos pássaros.
8ª Cena – Cirineu ajuda Jesus a carregar a cruz.(Cruzamento da avenida próximo casa Zé Laurentino farmácia bem estar e comercial leite) Resp: Comunidades Bairro mutirão, comunidade Santo Expedito, Pastoral do Idoso.
9ª Cena – Verônica enxugar a face de Jesus. (cruzamento avenida próximo Hospital benu Mendes avenida do areal) Resp:Comunidade bairro campo velho, bairro tigela.
10ª. Cena – Jesus consola aas mulheres de Jerusalém. Resp: Comunidade bairro santo Antonio pastoral da sobriedade. (Lado da casa da Odilene Basto, próximo papelaria Seven). (Avenida do areal )
11ª. Cena – Crucificação e morte de Jesus. (Canto da Praça da Coronel Luis vieira praça matriz frente a rua Ananias Albuquerque sentido areal) Resp: Comunidade Bairro da cruz, Homens do terço, Pastoral do dizimo.
12ª Cena – Ressurreição (Largo palco da matriz) Resp: Todos os grupos da Renovação Carismática Católica. Difusão Com. Shalom


A Caminhada da Campanha da Fraternidade êxito 100 por cento envovendo todos os Colégios


Sucesso 100 por cento a caminhada realizada ontem, partindo da PRAÇA DA BANDEIRA  e encerrando na PRAÇA DO POVO. Comunidades, Secretaria do MEIO AMBIENTE e DE EDUCAÇÃO, envolvendo todos os COLÉGIOS. Foi uma ação civica e ambiental que poderá dar seus frutos em respeito cuidado pela Natureza, nossa CASA COMUM, título inovador do PAPA FRANCISCO
A CF (Campanha da Fraternidade) deste ano 2017 tinha como TEMA: FRATERNIUDADE, BIOMAS BRASILEIROS E DEFESA DA VIDA, e como LEMA: CUIDE E GUARDE A CRIAÇÃO








sábado, 1 de abril de 2017

As pedras e as cavernas dos lázaros de hoje



Quem eram os bem aventurados das “Bem aventuranças”? 

Para inicio de conversa eram, tome nota da lista: os pobres, os cegos, os aleijados, os leprosos, os famintos, os miseráveis, aqueles que choram, pecadores, prostitutas, coletores de impostos, perseguidos, os esmagados, os cativos, os que labutam e estão sobrecarregados, a ralé que não conhece nada da lei, as multidões, os pequenos, os que são menos que nada, os últimos, os mendigos e doentes, as viúvas e  os órfãos, mulheres e crianças que não tinham quem as sustentasse, operários e diaristas que se encontravam frequentemente desempregados, os camponeses que trabalhavam a terra, e os escravos.
E porque Jesus lhes chamava de bem aventurados? É porque para os judeus, felizes eram os ricos, os poderosos, os donos de terras, e os “cumpridores da lei”. E diziam que os outros era desprezados por Deus. “ Essa gente que não conhece a lei são uns malditos” (Jo.7,49). Aliás, era uma herança dos antigos reis e faraós, que se intitulavam filhos de Deus, e que os outros não tinham Deus. Eram os sem-Deus e os sem-terra. Era igual. 

Até um fazendeiro aqui em Chapadinha dizia para os seus caboucos: vocês não podem rezar porque não têm terra”. Jesus veio reverter a situação; eles são os preferidos de Deus porque são desprezados pela sociedade. É como a mãe que se debruça sobre o mais sofredor e doente. E então Jesus vinha pregar a metanóia que era a mudança de mentalidade. 

A mudanças das classes dominantes e a mudança das classes dominadas, lhes dizendo que eles valem diante de Deus tanto como os outros. Eles tinham a cabeça feita pelos ricos, pois têm que mudar a cabeça; metanóia quer dizer mudar a cabeça.

Este tipo de pessoas eram excluídas por conta da pobreza material, e como as classes altas as excluíam, achavam que Deus também as excluía. E assim eram excluídas de Deus e da salvação. Aliás, tome nota, a salvação, no conceito dos judeus era só para esta vida.  O “reino de Deus” era aqui mesmo, um reino de riqueza e prosperidade.

Além da exclusão pela pobreza ou “má sorte” havia a exclusão pelo não cumprimento da lei. Não havia praticamente saída nenhuma para o pecador. Seu sofrimento se manifestava sob a forma de frustração, culpa e ansiedade. Sentiam se frustrados porque sabiam que nunca seriam aceitos para o convívio com as outras pessoas. A sociedade botou na cabeça deles que Deus não gostava deles. 

O resultado era um complexo de culpa neurótica que levava ao medo e ansiedade em relação aos muitos tipos de castigo que podiam cair sobre eles. Os pobres e oprimidos sempre foram os mais vulneráveis às doenças. Muitas doenças mentais daí surgiam, como ainda hoje nas pessoas vivem nas mesmas condições. E essas provocam as doenças psicossomáticas, como a paralisia e dificuldades na fala. Daí que Jesus topava sempre com este tipo de doentes e a sua atenção os levantava.


É aí que se coloca o ambiente do profeta Ezequiel quando prega: “vou abrir vossas sepulturas, porei em vós o meu Espírito para que vivais” (Ez.37,14). Esta multidão de pessoas viviam pior que numa sepultura. E, como dizemos hoje, “só Deus mesmo”.

E Jesus quis mostrar com um exemplo que Deus pode reverter a situação, no evangelho de João, cap. 11. O Lázaro estava numa caverna fechada com uma grande pedra. Jesus ordenou que tirassem a pedra. (Jo, 11,38).


Pelo dito, imaginamos quem coloca os pobres numa grande caverna, e qual é a pedra (as leis?), e quem deve tirar a pedra das cavernas dos lázaros de hoje?

          NOTICIÁRIO



1)- Hoje, 1ª domingo de abril tem exposição do Santíssimo na matriz

2)- Tem o segundo dito do batismo para os batizandos que serão batizados no dia de Páscoa à tarde.

3)- Amanhã, dia 03: Reunião dos COLEGIADOS,  no CBNET, como habitual às 19.00h.

4)- Visitas quaresmais nesta semana: Dia 04, terça feira = Bairro da Cruz dia de confissão no salão provisório, de manhã e tarde. E no dia 05 visitas aos doentes. No Centro , dia 10, 11 e 12 confissões na matriz e visitas aos doentes nos dias 13 e 14 da parte da manhã.

5)- Dia 6, 1ª quinta feira, só vai ter confissões da parte da manhã, pois à tarde, tem a Missa dos santos óleos, na catedral de Brejo. Às 15.00h os ônibus estarão saindo aqui da praça da matriz.

6)- CAMPANHA DA FRATERNIDADE: Caminhada no dia 07, sexta-feira. Concentração: Praça da Bandeira, às 16.00h até na Prça do Povo, com as duas Paróquias de Cristo Rei e de NªSª das Dores, e todos os Colégios da cidade. Leve bandeirinhas verdes e (ou) mudas de planta. Vamos encher nossa cidade com o verde do meio ambiente  da natureza linda.

7)- Atenção PJ. (Pastoral da Juventude)- Reunião na diocese (Brejo) para estudo da doutrina social da Igreja, dia 07 e 08, nesta sexta e sábado, para coordenadores e assessores.

8)- DOMINGO DE RAMOS : Celebrações nas Comunidades. Terá missa às 7.00h no S.Antônio, com P.Casimiro e às 09.00h em S.Raimundo, com P.Anibal. Na matriz, início da celebração na praça do Padre Neves às 08.00h. Bênção dos Ramos, procissão seguindo pela avenida, dobrando em direção à Rodoviária, seguindo pela rua do Correio até entrar  pela porta do fundo dando  continuidade à Missa dos Ramos. Terá missa das 10.00h, e das 20.00h. 

Semana Santa

1)- Quinta Feira Santa, Sexta Feira Santa e Sábado, Oração do Ofício divino das Comunidades, ao cuidado do grupo “Semeando louvores” na matriz às 07.00h da manhã.

2)- Quinta e Sexta feira Santa tem visitas aos doentes da parte da manhã.

3)- Dia 13 -  Quinta Feira Santa, Celebração da SANTA CEIA àa 17.00h e Lava-pés, seguindo-se adoração até às 22.30h.

4)-Dia 14- Sexta-Feira Santa: Via SACRA na rua, começando em frente da matriz da paróquia de CRISTO REI, e encerrando nà matriz de N.ª S.ª DAS DORES, seguindo-se a comunhão e beijo da cruz na matriz.

5)- Dia 15- Sábado Santo: Missa da Vigília Pascal às 21.00h. Bênção do fogo novo, e da Àgua batismal, e Procissão com o Círio Pascal, acompanhado com as nossas velas

6)- DIA 16- DOMINGO DE PÁSCOA- Missa na Comunidade de S.Pedro: 07.00h. Na Matriz às 08.00h; Em Sta Teresinha às 09.00h; na Matriz às 10.00h. Batismos dos catequizandos às 15.00h. Missa na Matriz às 20.00h





terça-feira, 28 de março de 2017

A primeira noite das comemorações do Aniversário de Chapadinha vai ficar inesquecível dia 27 de Março



Se você não foi só você perdeu neste dia 27 uma noite cheia de atrações e muita vibração, louvor e fé. O Ministério "Sobre as Águas" fez um maravilhoso louvor com hinos adequados, na voz de Odilene Bastos, no acompanhamento de Edney, Rafael, Railson. 

Em seguida a palestra do pároco, P.Casimiro que focou o assunto de enxergar o irmão que passa ao nosso lado, começando pela própria casa, enxergar um ou outro marido e esposa e ficar atento um ao outro, i irmãos uns aos outros, pais ficar atentos à palavra e sugestões dos filhos no que têm a se expressar, Professores atender o que os alunos têm a colocar. E na rua atender e dar sempre um bom dia e um olhar para quem passa, inspirando-se no Salmo 94. 

Es as autoridades e Secretariados atender a todos mormente aos que mais precisam, e que sempre costumam ficar esquecidos. Falou também o P.Anibal, com os seus 91 anos e até umas belas canções portuguesas. Vieram os PIRADINHOS que arrasaram om a animação de MÁRCIO TEIXEIRA.

Finalmente o P.Joel, da Paróquia de Cristo Rei leu salmo de ação´de graças e os três sacerdotes tiveram ocasião de abençoar a cidade e o Município. Foi também celebrado o segundo aniversário do GO da Corrente com direito a bolo e velas. Parabéns. Dia 27 inesquecível.

sexta-feira, 24 de março de 2017

Tá chegando a hora: "Rosa de Saron fará show histórico no dia 25 de Março em Chapadinha-MA


A consagrada banda "Rosa de Saron" com mais de 29 anos de carreira na música fará show histórico na cidade de Chapadinha, (Ma) por parte da turnê "Acústico e Ao Vivo 2/3".

Sucessos como "Foi sem Você", "Latitude e Longitude", "Sol da Meia - Noite" farão parte do repertório que promete levar o público ao delírio na noite do dia 25.
O evento contará também com a participação das bandas maranhenses "Emunah" e "Sky Heaven", lançando seus novos singles e CD's.


Tudo isso ocorrerá no dia 25 de Março de 2017 no Rincão Boa Nova (TV. Eurico Dutra - Bairro Aparecida) na cidade de Chapadinha -MA com início às 19 horas.

Você poderá adquirir seu ingresso:
Pelas Lojas físicas na cidade: Igreja Matriz Centro, Igreja Cristo Rei Areal, Barraca Amarela e Loja Santa Lolla
Pela internet: Loja Sympla no link goo.gl/cySyJJ
Mais Informações: (98) 99213-6054/ (98) 99135-7335.
Caravanas: (98) 99206-6383

Um show que promete ficar na história em uma única apresentação no Estado.
Realização: Paróquia Nossa Senhora das Dores e Paróquia Cristo Rei

Não vai perder né?