sábado, 20 de maio de 2017

A guerra dos Titãs e a nossa herança antropológica do dualismo grego.



A Igreja diz: o corpo é uma culpa; A ciência diz: o corpo é uma máquina; A publicidade diz: o corpo e um negócio; O corpo diz: Eu sou uma festa (Eduardo Galeno).

O filósofo alemão Nietzshe disse: “o corpo é uma frágil e magnífica estrutura que conecta o passado com algum futuro do qual somos elaboradores; nossa glória, nossa potência é sermos o útero desse futuro, quer para levar a vida até às estrelas, quer para tragarmo-nos no abismo dos esquecidos” (A.Oliveira, Bióides e Borgues, p.169).

Tales de Mileto na Grécia já perguntava “ de que somos feitos?” A antiguidade respondia do seu jeito, elemento natural, e espiritual? A resposta condizente hoje: Somos reserva ontológica inesgotável, nem apenas corpo, nem apenas alma, mas corpo e alma que combinam simultaneamente Logos e Eros. 

Logos é racionalidade, Eros é afetividade; Logos é pensamento, eros é emoção; Logos busca a verdade, eros acorda sentimentos; Logos economiza; eros esbanja vida. (Arduini).

E Platão o que dizia? “Ao homem que é alma num corpo não convém uma vida de pura inteligência que é indubitavelmente a vida divina, mas justamente porque é tal, é vida mais que humana, é vida dos eternos deuses. Porém também não convém ao ser humano uma vida de puro prazer, que é uma vida de puro animal. Ao ser humano convém uma vida mista de inteligência e prazer” (Reale, História da filosofia antiga, 213).

Isto é o que diz a filosofia. E o que diz a ciência hoje? No nossa época nasce o ideal de que o ser humano poderá dominar tecnicamente a natureza e a sociedade. Agora o corpo transforma-se numa máquina inteligente a ser reparada a cada movimento. Máquina em construção, todavia “máquina rascunho” sobre a qual a ciência trabalha para aperfeiçoá-la. (Novais, A ciência no corpo, 9). 

Deste modo, devido às ciência modernas, o ser humano passa a ser também objeto manipulável, como uma máquina, como um relógio, cujas peças se ajustam perfeitamente. Um mecanismo ao lado de outros mecanismos como um ser que funciona automaticamente.

E isto porquê? O Frei Beto já falava há 30 anos atrás, quando inventou a célebre expressão: “Eu desconfio, como bom mineiro que estamos vivendo não uma época de mudança, mas uma mudança de época” (Frei Beto, Modernidade e espiritualidade, 15).

Tudo isto nos dá a ideia dos avanços da antropologia, da filosofia e das ciências modernas após os inícios da reflexão sobre a pessoa humana. Desde a guerra dos Titãs e a nossa herança antropológica. 

O que é esta herança antropológica? A nossa herança antropológica é a origem do dualismo grego, filosofia que tem orientado toda a cultura ocidental até ao presente, e que está se revertendo agora com a vinda das mudanças que intuiu o Frei Beto. 

Em que consistia essa guerra dos Titãs e esse dualismo? Nisto: Que o ser humano tem uma parte ou elemento dionisíaco, a alma; e outro elemento titânico, o corpo. Esse dualismo leva a debitar ao corpo tudo o que há de pior e pesado na existência humana. E à alma tudo o que é de melhor.

Por que se chama dionisíaca a parte da alma? Porque na mitologia antiga Dionísio, filho de Zeus, o deus supremo, foi triturado e devorado pelos Titãs, os monstros, e depois eles foram queimados vivos pelo Zeus, e dessas cinzas nasceram os corpos dos mortais. Por isso a parte dionisíaca é a alma; liga-se a ela a tendência ao bem; a parte titânica era o corpo, ligava-se a ele a tendência ao mal.

Como constatamos, temos navegado no mar deste dualismo filosófico e mitológico até aos nossos dias, e tem agora uma orientação mais unitária. Nem corpo nem alma, mas corpo e alma num só ser. 

Quem sabe, metaforicamente, como afirmava Jesus Cristo, na unidade  com o Pai: “Eu e o Pai somos um” (Jo.10,30). A alma diz; eu e o corpo somos um; o corpo diz: eu e alma somos um.

Frequentemente o Novo Testamento escreve sobre a ‘carne’ e o ‘espírito’, querendo dizer por ‘carne’ a parte inferior da vida. E por ‘espírito’ o lado mais elevado, espiritual. Porém, hoje em dia somos convidados a ter uma visão integrada  do ser humano. 

Não somos uma alma espiritual habitando um corpo, e sim uma faísca da forma como Deus se expressa a si mesmo em nós. 

O ser humano é uma faísca do Amor primordial absoluto que se revela passo a passo, e procurando construir-nos cada vez mais claramente, pelo Espírito de Deus. Por isso Jesus disse: “Vós o conheceis porque ele está dentro de vós” (Jo.14,15). 

Dentro de nós, veja bem, dentro da unidade do nosso ser que é corpo e espírito, uma só realidade.


Por isso podemos dizer agora: O corpo não é uma culpa; O corpo não é uma máquina; o corpo não é um negócio; o corpo e a alma dizem eu sou uma festa, sou uma poeira das estrelas, uma faísca de Deus, um filho de Deus.

           NOTICIÁRIO


1)- Hoje no entorno do espaço da igreja matriz tem a realização de testes  grátis sobre hepatite B, hepatite C, sífilis e HIV, pela Secretaria de Saúde, em parceria com o programa internacional da vigília sobre a Aids, ao cuidado da Ir. Vivi, do Nordeste V. Participe.

2)- Já se aproxima do dia 23, da recepção da Imagem Jubilar da Nossa Senhora Aparecida – ROTA 300. Horário: às 07.00h da manhã, no espaço junto à UFMA. Prepare seu carro, sua moto, sua bicicleta, seu caminhão porque tudo vai ser necessário. Suas bandeirinhas, e balões para a festa.

3)- Hoje, 21 tem o II JOVENS RESTAURADOS dos ACÓLITOS.

4)- Ontem, 20, aconteceu um dia de Formação para Catequistas da Zona Rural, no Rincão.

5)- Tem Primeira comunhão hoje na comunidade de Santa Teresinha, na Boa Vista. E na capela de N.S. do Bom Parto acontecerá no dia 04/06.

6)- Próximo domingo será o dia “D” do festival da música católica no Rincão, em prol do acabamento da construção da igreja de São Francisco, Bairro da Cruz. Veja a programação em detalhe mais à frente.

7)- Escola diaconal: Acontecerá no Brejo a continuação do Curso nos dia 27 a 28.

8)- Ministros da eucaristia: teremos reunião na última sexta feira dia 26 desta última semana, no CBNET. Sua presença é muito importante.


3° Festival de Música Católica & Show de Prêmios Beneficente - Chapadinha - Ma

A paróquia Nossa Senhora das Dores convida a todos para prestigiarem mais esse grande evento.

É neste dia 28 domingo
O grande dia "D" em prol da continuação das obras da Igreja de São Francisco, do bairro da Cruz  Dia 28 de Maio (domingo)   No Rincão Boa Nova  Venha vivenciar esse dia  de muito louvor!  Um dia inteirinho pra você e sua família! Confira a programação:

07:00hrs Missa Solene (cantos litúrgicos: Coral Nossa Senhora das Dores)     08:30hrs Café da Manhã 09:00hrs Banda Misericórdia Infinita  10:00hrs (atração surpresa! Aguarde!)  11:00hrs Som Livre  12:00hrs Feijoada Beneficente  12:10hrs Carlos Magno - O ORIGINAL
13:00hrs Pedro Silva   14:00hrs Louvor Mix  15:00hrs Banda Sky Heaven  16:00hrs Francisco Marinho   17:00hrs Banda Emunah  18:00hrs Ministério Sobre as Águas   19:00hrs Andrea Dutra   20:00hrs Show de Prêmios

Adquira já sua cartela!    Bingo eletrônico!  Realização Paróquia Nossa Senhora das Dores    #participe_da_festa_do_povo_de_Deus  #colabore   Relação das equipes de trabalho no dia 28:  DIA D  1 - EQUIPE  FEIJOADA  Resp. Baquim e sua equipe  2 – EQUIPE DE SEGURANÇA   Resp. Zezão e sua equipe  3 – EQUIPE DE INFRAESTRUTURA   Resp. Reinaldo e sua equipe
4 – EQUIPE DE LIMPEZA E CADEIRAS  Resp. Renata – Acólitos   5 – ORNAMENTAÇÃO   Resp. Danylo Portela e sua equipe   6 – LANCHONETE  •Manhã – Rosário e equipe   •Tarde – Cleó e equipe  •Noite – Dodô, paixão, Rute, Jesus  7 – CAMARIM E PALCO   Resp . Flaviane, Nando e Odilene   8 – ACOLHIDA    Resp. Fabiana e equipe   9 – BINGO ELETRONICO - Comunidade Shalom   10 – EQUIPE DE FICHAS LANCHONETE  Resp. José Carlos (CAEP)
11 – CENTRAL DE CARTELAS    Resp. Dorismar + 5 pessoas  12- PRESTAÇÃO DE CONTAS   Comunidade Shalom    13- COORDENAÇÃO DO EVENTO  Lindomar, Railson e Pe. Casimiro

sábado, 13 de maio de 2017

O amor vale mais do que a fé


“Os fiéis de origem grega começara a queixar-se dos fiéis de origem hebraica” (At.81)

A Igreja é rica na diversidade. Pessoas muito diferentes entre si formamos o corpo de Cristo, cabeça da Igreja. Esta diversidade desde os primeiros tempos gerava desentendimento, mas como em todas as coisas as dificuldades geram degraus para fazer uma escada para subir mais alto.

Sabendo disso Jesus, na oração que apresenta ao Pai, antes da sua paixão pede pela unidade dos que o seguem. Estar unido a Jesus, e em Jesus, viver em caridade, não é questão de aceitar teorias ou ideologias, e sim caminhar alicerçados no mesmo amor que gera comunhão. Na verdade, o amor vale mais do que a fé.

Os judeus, uns acreditavam na ressurreição, outros não. Uns acreditavam em anjos, outros não. Uns acreditavam na vida eterna outros não, mas todos eram judeus. Entre os protestantes tem vários tipos de fé, várias designações, mas todos se chamam de crentes ou evangélicos. 

Entre  os católicos também a fé tem variantes na qualidade de fé. Mas todos somos católicos. E ainda mais, protestantes e católicos todos temos um só nome que é o nome de cristãos. Nós somos cristãos, eles são cristãos. 

Nas estatísticas internacionais reza assim: cristãos no mundo: dois bilhões e duzentos milhões, isto é, católicos e evangélicos unidos. Porquê?  Porque Cristo nos une a todos. Nós aceitamos Jesus Cristo, eles também; nós servimos a Cristo, eles também; nós amamos Cristo, eles também. Cristo é o eixo que nos une a todos, como o eixo da roda. E se nos amamos todos uns aos outros, o amor une mais do que a fé. ”São três estas virtudes fé, esperança e amor, mas a maior delas é o amor”(1 Cor.13,13).

Até mesmo, veja bem, entre os bispos tem também gruas de fé. No último sínodo dos bispos sobre a Família havia três tendências, segundo o Padre Ramón, jesuíta especialista em espiritualidade familiar: uns bispos tinham a linha conservadora, daquele tipo do deixa tudo como está. 

Tinha a segunda linha dos avançados. E tinha a terceira linha dos que ficavam em cima do muro. E o Papa, na Exortação apostólica “ A alegria do Amor” qual linha seguiu? 

Um quarto caminho, como afirma o mesmo jesuíta P. Ramón: “ O Papa preferiu uma quarta postura, a do discernimento, um caminho novo na Igreja e nas famílias. 

O 4º caminho é o do discernimento espiritual (Alegria do amor, 296). E o P. Ramón explica mais: Antes olhava se exclusivamente para a lei, agora olha-se mais a consciência (n.303)

A rádio Vaticano explicava assim: “O que significa discernir? O Papa quer uma Igreja que escute a pessoa que se sente ferida. Uma Igreja que faça o discernimento em cada situação e evite julgamentos (n.296). Por isso, não há receitas ou truques. É uma busca humilde e sincera da vontade de Deus.

Os simpatizantes de uma postura ou de outra, antes de lançar críticas gratuitas, têm diante de si um árduo trabalho de “discernimento” (palavra chave do texto), já que o documento recolhe os resultados de dois sínodos, cujas relações conclusivas são longamente citadas, junto aos documentos e ensinamentos de seus antecessores e as catequeses sobre a família, do próprio Francisco.

Neste sentido, o Papa afirma que nem todas as discussões doutrinais, morais ou pastorais devem ser resolvidas com intervenções do magistério.

A família não é um ideal, mas um trabalho artesanal (n.16). A mensagem do Papa é de que não há receitas. Por quê? Porque cada caso é único e merece atenção personalizada.

O Papa fala da “lógica da misericórdia pastoral” e pede que se evitem julgamentos que não levem em consideração a complexidade das diversas situações (n. 296). 

E fala de que cada pessoa encontre a maneira de participar da comunidade eclesial, para que se sinta objeto duma misericórdia imerecida, incondicional e gratuita (n.297).

De todos os modos, volto  então a afirmar que também aqui o amor vale mais do que a fé.

          NOTICIÁRIO


1)- Dia das Mães. Para todas as mães de Chapadinha nosso apreço, admiração, carinho e amizade e nossas homenagens.

2)- No dia 08 e 09 tivemos reunião do clero da diocese com o nosso bispo. Entre os assuntos tratados a senhora Sônia e Ir Rosa propuseram um assunto sobre a Catequese que irá ser implantado nas paroquias a partir de 2018, ano que vem, que é “o Novo Itinerário Catequètico – Iniciação à vida cristã – Um processo de inspiração catecumenal”. 

Em segundo lugar, o bispo diocesano relatou os assuntos tratados da 55ª Assembleia anual da CNBB em Aparecida, resumidos em três principais assuntos: INICIAÇÃO CRISTÃ, EDUCAÇÃO e PENSANDO O BRASIL, onde os bispos refletiram e procuraram pistas para o momento difícil e estranho que se vive no Brasil. Finalmente foi dada a noticia que a imagem peregrina da Aparecida – ROTA 300 já anda percorrendo as nossas paróquias, já passou por S.Benedito, Urbano Santos, Bel’Água, Barreirinhas, Tutóia.
 
E como já foi noticiado, aqui em Chapadinha no dia 23, onde iremos recepcioná-la no retorno do aeroporto, mais em detalhe, em frene a UFMA;  horário, às 07.00h da manhã.

3)- Amanhã, dia 15, reunião da Pastoral do Batismo, no CBNBET, às 19.00h

4)- O dízimo, será no próximo domingo, dia 21, por conta da cirurgia de D.Joana, a quem desejamos as melhoras

5)- Dia de vigília de mentalização e prevenção da AIDs. Ir. Vivi, encarregada desse programa a nivel regional, de todo Nordeste, combinou com a Secretaria de Saúde, e ela se disponibilizou a fazer um plantão de testes grátis de hepatite B, hepatite C, sífilis e HIV durante todo o dia na área da Matriz. Na celebração da noite a Irmã falará sobre o importante tema.

6)- Dia 12 ao 14 aconteceu no Brejo reunião de assessores e coordenadores da IAM (Infância e Adolescência missionária).

7)- Dia 28 dia “D”, em prol do acabamento da construção da igreja de São Francisco do Bairro da Cruz. Iniciará com a santa missa às 07.00 da manhã no Rincão, seguindo-se  café da manhã, shows musicais, FEIJOADA ao meio dia e show de prêmios às 19.30h.

8)- Primeira comunhão na igreja de Santo Antônio: hoje às 0700h.  Na igreja de São Pedro dia 18 e em Sta Teresinha  ida 21.

9)- Também no dia 28 se dará o encerramento da peregrinação da Mãe Aparecida na nossa diocese, que acontecerá no planalto Zé Gomes (Brejo), com início às 20.00h, com os seguintes horários: vigília a cargo dos Homens do Terço de toda a diocese, vigília a cargo da Pastoral da Juventude de toda diocese, seguindo-se vigílias das paróquias e regiões da diocese. A nossa região Oeste tem o horário das 23-24.00h. Pelas 5.00h da manhã grande caminhada para a sé catedral e santa missa de encerramento.

10)- A Pastoral familiar convida para o Encontrão do dia 27. Formação sobre os pilares, no auditório do CBNET. E no dia 03/06 para a festa dos Namorados na Torre do Sol

11)-  FESTAS JUNINAS- QUADRILHAS: Terça feira, dia 09 na reunião do CPP foi aprovado que a Paróquia realizará três dias de quadrilhas no Rincão, onde participarão todas as Comunidades. Dias 16-17-18 de Junho.

RECEPÇÃO DA IMAGEM JUBILAR  DA MÃE   APARECIDA “   ROTA   300   “


07.00h – Em frente da UFMA;  09.00h Missa no espaço da igreja de Sta Teresinha; Igreja de São Raimundo: Das 10 às 14.00h    Igreja de Sto Antônio: Das 14.00 às 16.00h   Igreja de Sant’Ana: Das 16às 18   Igreja de N.S do Bom Parto: Das 18.00h às 20.00h  Igreja de São Pedro: Das 20.0 às 22.00h   Igreja de São Francisco (Salão): Das 22.00h às 05.00h da manhã.    

Caminhada começando às 05.00h rumo à Mariz. Celebração da Eucaristia às 07.00h da manhã. 09.00h Caminhada passando pelo FORUM, CDP, PREFEITURA MUNICIPAL, CONSEF, HAPA. Nas 14.00h entrega para a Paróquia de CRISTO REI, em frente à casa do senhor José Laurentino.


Atenção: Na despedida terá a santa missa na igreja  de N ªSª Aparecida no dia 25 às 18.00h. A entrega para a Paróquia de MATA ROMA será no dia 26 às 06.00h da manhã na Mata do Brigadeiro.

sábado, 6 de maio de 2017

A Igreja em saída e a Alegria do Evangelho



“Saiba todo o povo de Israel e reconheça com plena certeza que Deus constituiu Senhor e Cristo este Jesus que vós crucificastes” (At.2,36)

Esta declaração de Atos dos Apóstolos é a base da Constituição do Novo Povo de Deus. O povo vinha se governando pela autoridade de Moisés e do Pentateuco, a “lei e  os profetas”. E foi na base da lei e dos profetas que eles mataram Jesus Cristo. 

Vejamos a importância da inversão que agora é feita: este Jesus recusado e morto pelo povo de Deus é constituído por Deus como Senhor e Cristo. Estava declarada a ruptura da antigo com o novo, a casa caiu, e estava sendo construída outra. “ O que era antigo passou” (2 Cor.5,16). 

E dali em diante era preciso arregaçar as mangas. O antigo Templo caiu e outro foi construído, o corpo de Cristo e o novo povo de Deus.

Em nome do antigo Templo se matavam as pessoas, com o novo templo tem que se dar vida. Em nome da antiga Lei se desprezavam as pessoas, “esta gente que não sabe a lei são uns malditos” (Jo, 7,40). Agora é preciso acolhê-las. Estava traçado o caminho. 

E como novo caminho, ele traz perigos e inseguranças. Mas é preciso assumi-las. São Pedro arriscou muito nesta declaração fundamental do novo Povo de Deus. Mas o risco é o novo, e sem risco não tem o novo. 

Logo logo São Pedro e São Paulo foram juntos na doação da vida pouco tempo depois. E como o Mestre deu o seu sangue, o sangue de santos e mártires irá sendo necessário para a nova construção. Porquê? 

Porque a acomodação no antigo é mais fácil, os antigos caminhos convidam à acomodação. Esta teia de coisas foi bem expressa logo no início pelo Papa Francisco, quando propôs uma Igreja e uma comunidade missionária. 

Ela precisa ir à frente, tomar a iniciativa sem medo, ir ao encontro, procurar os afastados e chegar às encruzilhadas dos caminhos para convidar os excluídos” (Alegria do evangelho, 24).

“Com obras e gestos a comunidade missionária estra na vida diária do povo, encurta distâncias, abaixa-se até à humilhação e assume a vida humana tocando a carne sofredora de cristo nos sofredores”(id). 

Este lema é o contrário da acomodação e auto preservação que fabricam o mofo das instituições. “ Sonho com uma opção missionária capaz de transformar tudo, para que os costumes, os estilos, os horários, a linguagem e toda a estrutura eclesial se tornem um canal proporcionando mais evangelização do mundo atual que auto preservação” (n.27).

É ousado este programa, mas é a esperança  que vai renovar a Igreja. “ Espero que todas as comunidades se esforcem por atuar os meios necessários para avançar no caminho duma conversão pastoral missionária, que não pode deixar as coisas como estão” (25).

Contra a doutrina monolítica dos fariseus, sumos sacerdotes e saduceus, surge agora a doutrina da procura da ovelha perdida. “A quantos sonham com uma doutrina monolítica defendida sem nuances por todos, isto poderá parecer uma dispersão imperfeita, mas a realidade é que tal variedade ajuda a manifestar e desenvolver melhor os diversos aspectos da riqueza inesgotável do evangelho” (40). 

Aí o Papa dá a razão teológica e evangélica: “Há hierarquia de valores tanto no dogma como na moral. A primeira lei é a misericórdia” (37). 

E neste novo pastoreio do bom pastor o Papa se preocupa ainda com a expressão das verdades com nova linguagem: “Ao mesmo tempo, as enormes e rápidas mudanças culturais exigem que prestemos atenção constante ao tentar exprimir as verdades de sempre numa linguagem que permita reconhecer a sua permanente novidade: 

“É  que no depósito da doutrina cristã, uma coisa é a “substância” e outra é a formulação que a reveste. Por isso, devido à linguagem utilizada é algo que não corresponde ao verdadeiro evangelho de Jesus. 

Com a intenção de comunicar, transmitimos um deus ou um ideal humano que não é verdadeiramente cristão. Lembremos que a expressão da verdade pode ser multiforme. E a renovação das formas de expressão torna-se necessária para transmitir ao homem de hoje a mensagem evangélica no seu total significado. Não tenhamos medo de rever as coisas” (41).

Finalizando, o pastoreio que o Papa propõe vai ainda buscar as razões na teologia de S.Tomás de Aquino: “S.Tomás de Aquino sublinhava que os preceitos dados por Cristo e pelos apóstolos ao povo “são pouquíssimos”. 

E citando Santo Agostinho observava que os preceitos adicionados posteriormente pela Igreja se devem exigir com moderação, “para não tornar pesada a vida dos fiéis”, nem transformar a nossa religião numa escravidão, quando a “misericórdia" de Deus quis que fosse livre”(43).

Resumindo: “ Todos aqueles que vieram antes de mim são ladrões e assaltantes. Eu sou a porta. Quem entrar por mim será salvo, entrará, sairá e encontrará pastagem. Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância” (Jo. 10,10)

          NOTICIÁRIO:


1)- Está entre nós a equipe do CAMINHO, ou seja o P. Raul Arce. o seminarista teólogo Ernani da Costa e a senhora Zuleide Araude,  com a finalidade de implantar nas duas paróquias o movimento conhecido pelo nome de Caminho neo catecumenal. 


Na igreja matriz de N.S. das Dores tem palestras nas segundas e quartas feiras às 19.00h. Na matriz de Cristo Rei nas terças e sextas feiras. Entrevista: P.Raul, o senhor é natural de Assunção, capital do Paraguai, com quantos anos foi padre? 
–Aos 38 anos de idade, estou agora com 51. Como assim: - “ Eu estou aqui devido a NªSª de Fátima e as orações de minha mãe que queria um filho sacerdote. Deixei a minha namorada e a minha profissão de biólogo diante do chamado do Senhor”. 
Quais outros trabalhos que tinha? –“ Trabalhava numa função importante do Ministério da Saúde. No CAMINHO trabalhei há 27 anos. Senti o chamado com os Salesianos aos 12 anos, com os Jesuitas, aos 14 anos (onde se encontra agora o Severino Morais, com a Opus Dei aos aos 18 anos e  no CAMINHO aos 27 anos. Sou missionário itinerante, da Igreja “em saída”. 
Obrigado  P.Raul.

2)- Terça feira, dia 09 teremos a reunião do CPP, no horário das 19.00h como sem falta. Sua presença é muito importante

3)- Próximo domingo, dia das MÃES. Nesta semana vá sendo melhorzinho com sua mamãe.

4)- Atenção: o dízimo será recolhido no dia 21 por conta da cirurgia da D.Joana, da Pastoral do dízimo, a quem desejamos feliz recuperação da cirurgia do fígado.

5)- Iniciaram as peregrinações do mês de Maio. Neste ano seja um bom reforço e um grande meio para vivenciar muito mais o ANO MARIANO.

6)- Pastoral do Batismo: Teremos reunião no dia 15, segunda feira da outra semana. horário, às 19.00h. Sua presença é muito importante.

7)- Assessores e coordenadores das IAM: Reunião no Brejo nos dia 12 a 14.
8)- RCC: Tiveram encontro diocesano de formação em Santa Quitéria nos dias 06 a 07.


9)- Hoje é  a Primeira comunhão na Capela de Sat’Ana. No dia 12 será na Capela de São Raimundo. Na capela de Sat’Ana estamos construindo três Salas de Catequese, provisórias até que seja construída a nova igreja da Santana.


10)- Dia 28 de Maio será o dia Ð; no RINCÃO. Em prol da construção da igreja de São Francisco do Bairro da Cruz. E para o BOTE FÉ COM MARIA ADORAI. Constará de santa missa às 07.00h da manhã, não terá missas nem celebrações nos Bairros de N.S. DAS DORES, seguindo-se shows o tempo todo. FEIJOADA AO MEIO DIA, para você consumir  ou levar para casa.


11)- Domingo passado um grupo de 30 acólitos fizeram seu compromisso no ministério de Acólitos ao serviço do altar e todos os outros renovaram seu compromisso. Na homilia foi destacado que esse ministério sendo uma universidade, dado que daí têm surgido vocações para pregadores, salmistas, ministérios de musica, bandas, RCC, GOs, e vocações ao sacerdócio. A palavra é só parabéns.

Ação concreta da CF –Campanha da Fraternidade:
Chapadinha acorde para os problemas das águas que te circundam: ou serão tua saúde ou serão teu veneno


  Tivemos conhecimento do que está acontecendo no barrocão que serve de escoadouro na Av Ataliba Vieira de Almeida. Ali se esgota tudo quanto é lixo da área, assim como resíduos de óleos que vão (lixos e óleos) sujar e manchar todas as águas que escorrem para a ALDEIA. Notamos que as populações da Vila Isamara (Vila de Fátima),  e Aldeia e Vila Liberdade usam essa água quem vem poluída dessa origem. Chamamos a atenção para as autoridades municipais, Secretarias As comunidades foram em visita de conhecimento e limpeza e mentalização às do Meio Ambiente e senhores Promotores.

sábado, 29 de abril de 2017

As dúvidas dos discípulos e o Credo que se baseia na graça divina



Na história humana e na história bíblica podemos constatar um princípio curioso:  enquanto um grupo pequeno não está suficientemente estabelecido e não toma consciência de sua “identidade” não se interessa em escrever seu passado e sua história e suas experiências. 

Aconteceu assim com o povo bíblico antigo, e com as primeiras comunidades cristãs, para as quais um mundo novo estava começando. Desabava um mundo antigo e alguma coisa nova começava. Encontravam-se como dizemos hoje “no mato sem cachorro”.

As atividades de Jesus iam sendo relatadas primeiro oralmente em pequenos grupos, e começaram a ser escritas somente quando o grupo tomou consciência de sua identidade própria, e com isso se interessou por sua história. Enquanto os cristãos eram poucos e dispersos, sai identidade não estava bastante clara e não pensavam muito num futuro distante. Os primeiros cristãos além disso esperavam o próximo retorno de Jesus, e com isso o “fim do mundo”.

Do que fica dito se deduz que uma das razões mais poderosas à redação dos escritos bíblicos foram as situações nas quais sentiu-se a necessidade de destacar e afirmar a identidade da comunidade e SUA história. Com o correr dos tempos, as diferentes tradições que circulavam independentes umas das outras foram reunidas em pequenos “livros”. Os escritores contavam somente com tradições orais que corriam de boca em boca para iniciar a pôr por escrito a fixação dessas histórias. O material selecionado foi organizado de maneira mais ou menos lógica pelo escritor.

Para unir as tradições, com frequência os redatores empregavam frases aleatórias como “Depois de algum tempo”, “um dia”, “no primeiro dia da semana”, “de volta ao outro lado do lago”. É por isso que um mesmo acontecimento é contado duas vezes e justaposto de maneira diferente e repetitivo.

Isso acontece desde os antigos escritos como no Gn, cap 01 e 02, e dá-se também no Novo Testamento, no caso referente às narrações da ressurreição. A catequese, ou os “livrinhos” que começaram sendo redigidos tinham o objetivo maior de ir formando e cimentando a identidade das novas comunidades como igreja, na sua afirmação central que que era: aceitar Jesus como o Cristo ressuscitado. O mesmo Jesus que comeu com eles é o mesmo que está vivo. 

E nessa aceitação se legitima a incumbência da missão apostólica para o mundo: fazer com que todos se tornem discípulos de Cristo. Na ressurreição e nas aparições se baseia a “experiência pascal”: Jesus é o Senhor, e a experiência do dom do Espirito Santo. E fundamento da Igreja e da sua missão. É por isso que em todos os relatos das aparições tem que ficar claro que Jesus apareceu “aos Onze”, e “a Pedro”. E as santas mulheres teriam sempre a incumbência de ir de ir notificar todas as suas novidades aos “Onze” e “a Pedro”. Estava nascendo desse convicção e desse cuidado a colegialidade da Igreja, como dizíamos, a identidade da Igreja apostólica.

Nestes relatos das aparições destacamos duas atitudes: a adoração, e a dúvida. Como podemos conciliar? A adoração é o carimbo da certeza. Mas a dúvida traz à lembrança as atitudes vacilantes de Pedro, que se mostrava pronto até à morte mas depois fraco até à negação. 

A insistência sobre as dúvidas dos discípulos acentua mais uma vez que a fé na ressurreição é só fruto da graça divina e da determinação de uma pertença à Igreja onde tem morte e ressurreição, pecado e graça, morte e vida.

         NOTICIÁRIO
1)- Entramos no Mês mariano, que nos remete para o ANO MARIANO, estabelecido pela Igreja no Brasil para comemorar os 300 anos da Aparecida. Vamos entrar no clima. A imagem da Nossa Senhora de Aparecida em nossa diocese estará justamente no mês de Maio.

Aqui em Chapadinha chegará no dia 23 de Maio vinda de Afonso Cunha, e a recepção será no retorno do aeroporto. Horário, às 07.00h da manhã.  Junto â entrada para a comunidade de Sta Teresinha.

2)- As peregrinações do mês de Maio, que tradicionalmente foram para a construção da Matriz de N.S. das Dores, nesse ano serão para a construção da igreja de São Francisco.



3)- No 1º de Maio é o dia de São José Operário. Tem festejo na comunidade TIÚBA, e irão envolver as comunidades do setor.

4)- Colegiados: Teremos reunião na primeira Terça feira do mês que será o dia dois (02) já de Maio. Sua Presença é muito importante.

5)- Horários da Primeira Comunhão: Sant’Ana: 07/05, às 16.00h. Confissão: 06/05, das 15-17.00h
São Raimundo: 12/05, às 19.00h. Confissão: 12/05, às 08-11h e das 15.-17.00h.
Santo Antônio: 14/05, às 07.00h. Confissão: 13/05, das 08-11.00h
São Pedro: 17/05, às 19.00h. Confissão: Das 08.-11.00h e das 15.-17.00h
Sta Teresinha: 21/05, às 09.00h. Confissão: 20/05, das 08.-11.00h
N.S. do Bom Parto: 04/06, às 16.00h. Confissão: DIA 03/06 DAS 08-11.00h
NªSª das Dores: 11/06, às 10.00h. Confissão: 10/06 Ás 08.-11.00h e 15-17.00h


6)- Esta semana só foi possível  acompanhar o meu irmão P.Anibal até São Luís, de onde ele seguiu para Belo Horizonte. Agradecemos muito sua visita e todos os trabalhos que realizou, apesar de sua idade avançada. Volte sempre

7)- Começou domingo passado a implantação do movimento CAMINHO –Catequese para Jovens e Adultos, já vários anos atuando em várias Paróquias da diocese. Você que ainda não faz parte de algum grupo está convidado a fazer parte. As catequeses são segundas e quartas feiras. Local: igreja matriz. horários: às 19.00h
Obs: A frequência a estas catequeses será considerada como preparação para o sacramento da CRISMA. Porém não para aí. A frequência será compromisso de pertença ao movimento.

 8)- Próximo mês de Junho, se aproxima as festas juninas. Já desde o ano passado que ficou resolvido que todas as festa juninas da Paróquia serão  todas na semana de 17 a 24 de Junho. Por isso vão se vão organizando e combinando com o Bernardo Ayres.

9)- 1º de Maio é o dia de São José Operário. Tem festejo na comunidade TIÚBA, e irão envolver as comunidades do setor. Aqui na Aqui na .vai ter a santa missa às 17.00h, e o celebrante será o P.Raul, do Paraguai, que irá ficar morando na casa paroquial até o festejo de Setembro, junto com um seminarista de Brasília. Eles serão os encarregados das Catequeses do Caminho. Atenção: de manhã acontecem as ações da limpeza das NASCENTES DA TIGELA E DA ALDEIA:  O Setor 01 reunirão na Capela de N.S. do Bom Parto, às 07.30h. O Setor do Centro, com São Raimundo, São Francisco e Satana, na Matriz também as 07.30h.


10)- A Pastoral da Juventude (PJ) teve assembleia domingo passado no CBNET para traçar programas para os meses seguintes até no final do ano. A coordenação paroquial eleita na assembleia foi a seguinte: 1.Daniel (JOMISSAN) /Washington (JUEC)  2-Iolnda /Pedro(JIC).3– Tiago Larissa (JSBC). Zona Rural: 1 Valdimnar / Cleones (JUPP) 2-Janaina /Lucas(SCM)


11)-Nesta 4ªfeira, foi empossada a  nova gestão do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente para biênio 2017-2019,  pela Secretária de Assistência Social Isalena Aguiar. Desejamos bom trabalho