sábado, 27 de agosto de 2011

PARÓQUIA DE CHAPADINHA - 28/08/2011


DIZER OBRIGADO É POUCO!

O Grupo Missionário João Paulo II veio passar mais um mês entre nós. Com saudade o vemos partir, neste domingo, para Portugal. Mas vamos continuar unidos e agradecidos por tanta prova de entusiasmo missionário, partilha e amizade. Este ano foi a comunidade de Terras Duras a ter o privilégio do trabalho do grupo, do interesse em reunir jovens e crianças, da Eucaristia diária. Mas notou-se a amizade semeada e frutificante nas comunidades visitadas nos anos anteriores.
GRUPO MISSIONÁIO JOÃO PAULO II NA DESPEDIDA DE CHAPADINHA
O Grupo é uma bela, animadora e natural expressão do sentido missionário da Diocese de Coimbra, no centro de Portugal que agora conta com um novo senhor bispo que era o reitor do santuário de Fátima. Digo “natural expressão” porque toda a igreja, toda a diocese e comunidade cristã devem ser missionárias, por sua própria natureza. Não é favor. É graça que Deus concede. Como entusiasma ver a preocupação missionária no sorriso e no esforço destes jovens!Queremos aqui deixar nossa admiração e agradecimento a D. Albino Cleto, anterior senhor bispo diocesano que sempre aprovou e ajudou o Grupo Missionário. A D. Virgílio Antunes, atual senhor bispo diocesano, queremos saudar com muita amizade, agradecer seu apoio e, se vem de Fátima, que Maria fortaleça a dimensão missionária de Coimbra. Daqui destas paragens nordestinas do Brasil o convidamos, ansiosamente, para que nos visite. Desejamos a sua presença, D. Virgílio, para lhe demonstrar nossa gratidão a essa diocese. Em nome da paróquia de Chapadinha, deixo aqui nosso abraço agradecido aos jovens do Grupo que vieram e aos que não vieram, mas trabalharam para estes virem. Ao P. Luis, a alma do Grupo, a promessa que não vamos deixar cair o esforço feito este ano em Terras Duras. A comunidade vai adquirir rumos mais sólidos e vai crescer com este empurrão. Estamos agradecidos por tudo que vocês foram, são e fizeram. Esta partilha é bonita e animadora demais para nós, missionários, que ficamos gastando nossa vida por estas paragens. Os Missionários da Boa Nova agradecem de coração vossa companhia, vossa partilha e vosso entusiasmo missionário. Durante o mês sentimo-nos menos abandonados pela igreja que nos enviou. Vosso Grupo Missionário foi elo de comunhão entre igrejas – irmãs que não pode quebrar-se. Dizer “obrigado” é pouco.
 
SENTIDO DO FESTEJO

A comunidade de S. Raimundo, assim como as anteriores de S. Pedro e S. Camilo, celebram o festejo de seus padroeiros com beleza, muita participação e ordem. O povo vem, celebra e depois convive com alegria ao sabor de um copo de mingau ou de caldo gostoso. As crianças também vêm e vão colocando na lembranças estes gestos que jamais esquecerão. A capela, em ambiente festivo, fica mais iluminada, enfeitada e os andores dos santos padroeiros lá estão em lugar cimeiro como proteção e estímulo a uma vida cristã mais intensa. As comunidades dos bairros saem destes festejos sempre mais animadas. São momentos propícios a uma evangelização mais intensa, são um convite à renovação de vida, a mais oração e convivência sadia. Não são festas populares no sentido amplo da palavra, ocasiões em que o povo manifesta espontaneidade, faz o que quer e se diverte de maneira a adquirir hábitos em que os vícios vencem as virtudes. São celebrações festivas, certo! Não negamos entrada a ninguém. São para todos. Certo! Mas não são para tudo. A Igreja não pode permitir que se crie ambientes contrários à moral cristã. Já bastam os que, mesmo com esforço, não se podem evitar.  Se eles existem, devem ser combatidos e não justificados. E não aceitamos que alguém nos queira vir usurpar o direito de organizar nossas festividades. Já fui Pároco em Mata Roma e Anapurús e mudei o dia da festa dos Padroeiros, estragando o esquema de shows em clubes e de movimentação de barraqueiros. Hoje essas Paróquias celebram seus Padroeiros em paz e em convivência sadia. As paróquias têm obrigação de restaurar o sentido espiritual dos festejos. Digam o que disserem, mas até a polícia tem menos que fazer se as Paróquias trabalharem. Se, ao longo dos anos, se acumulou muita arbitrariedade e oportunismo, temos que demonstrar que isso não pode continuar. Há coisas que revoltam. Só os burros é que não mudam. Olhem como eles se comportam nas estradas. Nem se mexem! E ninguém lhes muda o comportamento! Os seres huamnos não saõ assim. São caapzes de mudar! E as festas das paróquias não são as únicas para fazer sobreviver os barraqueiros.
Por exemplo, há anuncios que nos indignam, como:  “um baile em honra de Nª Sª das Dores!” Mas que falta de respeito e indecência isto! É obrigação da igreja limpar o terreno social, não permitir prostituição e desordem perto dos templos. E os festejos são sempre ocasião propícia para evangelizar famílias e para estas colaborarem, até economicamnente mais, com a comunidade. Interessa que todos saibam que a Paróquia tem obras sociais que precisam ser ajudadas.

E  s  p  a  ç  o   i  n  f  o  r  m  a  t  i  v  o



1 – Registramos com toda a indignação possível a má educação, a insolente provocação, a indignidade moral e a ofensa injuriosa que os protestantes da Caterpila fizeram à comunidade católica durante um pseudo-culto realizado na rua, frente à assembleia deles.
                                      
                                                                 Segundo testemunhas católicas locais as referências feitas a Nossa Senhora foram terrivelmente injuriosas assim como o que se disse sobre a Padroeira comparando-a a figuras espíritas possuidoras do demônio. Vê-se qual é o nível de fé dessa gente, como pratica a caridade, a má educação e a falta de respeito para com outras crenças diferentes da sua e até onde chega o atrevimento que raia os limites da total estupidez. Assim a continuar, com tanta arrogância e ofensa, teremos que recorrer a tribunal. E desejava que soubessem que a comunidade católica de Chapadinha está a ficar cansada de tanto saliência ofensiva e falta de respeito. Nunca houve tanta insolência da parte dessa igreja e pedimos aos pastores que revejam sua posição que não é normal e, muito menos, cristã. A enveredar por esse caminho de proselitismo e confronto, que imagem damos de tolerância e o que pode vir a acontecer no futuro? A injúria foi enorme e a revolta de quem ouviu é grande.

       Discordar é próprio de pessoas humanas, mas atacar e ofender é indigno de nossa condição de discípulos de Jesus. Que todos se lembrem que a comunidade católica também não concorda com muitas crenças dessa igreja, mas nunca nos confrontamos com tanta violência.
     2- A comunidade da Corrente vai continuando na celebração da novena de S. Raimundo. Tem tido muita participação. E, graças a Deus, foi retirado algum lixo das estradas no Bairro
 Sábado ao meio dia foi servido um almoço ao Grupo Missionário João Paulo II e à noite, com a presença do senhor Bispo, D.Valdeci,  foi feita a despedida do mesmo grupo.
       3- Esta semana fez-se as cavas para o muro no terreno da Tigela. Será reconstruído também o muro no terreno da Aparecida. Também se pintou a lanchonete na praça da Matriz.
       4- Esta semana foram visitadas as seguintes comunidades: Canto Ferreira, Madeira Cortada, Guabiraba, Mutuns, Retiro dos Oliveiras, Nova Belém, Vila Nova. Para visitar estas comunidades já vamos encontrando caminhos melhores por causa dos assentamentos. Mas para Mutuns só quase de avião.
      5 – Sábado, como de costume, houve reunião dos regionais das comunidades do interior.
       6- O Apostolado da Oração vai fazer 90 anos, no próximo dia 13 de Setembro, que trabalha em Chapadinha. Todos os seus membros tiveram uma manhã de retiro, no Centro paroquial com o  P. Luis Miranda.
       7- Durante a semana houve também, de terça a sexta, formação para catequistas dada pelo Pe. Neves e pelo Pe. Luís. Os encontros foram bem freqüentados e com muito interesse.
       8- Várias comunidades da cidade estão a preparar grupos de casais para celebrar o matrimônio. Para que o ambiente não seja de enxurrada, propícia à distração e não aceitação séria dos compromissos, a celebração vai ser combinada para ser feita por pequenos grupos.
       9- Esta semana vai ser colocado um novo sistema de som na Matriz. Há várias queixas que quem está no fundo do templo não escuta bem. E queremos também colocar um fundo musical na Matriz para que se crie ambiente de oração a quem entra no templo durante o dia.10- Esta semana vai ser colocado um novo sistema de som na Matriz. Há várias queixas que quem está no fundo do templo não escuta bem. E queremos também colocar um fundo musical na Matriz para que se crie ambiente de oração a quem entra no templo durante o dia. Também se vai substituir as duas portas antigas do fundo da Matriz e colocar forro na sacristia.
      10- Os preparativos para o Festejo estão a ser feitos com todo o carinho e entusiasmo de todos. A Matriz foi pintada e tem bom ambiente. Já temos o cartaz. Foram feitos 3.000 exemplares e estão quase todos distribuídos. Foi oferta da “Mais –Eletro” . Também o programa já começou a ser distribuído. Foi oferta do “Landry Móveis”. E este ano vamos ter 20.000 mensagens para distribuir por todas as casas. Foi oferta da “Vivo”. Também a Paróquia elaborou um pequeno livro sobre as Aparições de Nossa Senhora para ajudar a compreender o sentido geral do tema do festejo.Fez-se, na quinta feira, uma reunião com os responsáveis das comissões de trabalho. Vamos acionar a Canção Nova e o sistema de transmissão das cerimônias para a Praça.  
      11- A comissão dos leilões fará um grande almoço comemorativo na casa do sr. Dr. Pedro no dia 10 de Setembro a reverter para o santuário de S. Luzia. Hoje, logo mais às oito da noite acontecerá um grande SHW do cantor Francisco Marinho com a gravação do seu 1° DVD, também em prol da construção do mesmo Santuário de SANTA LUZIA, na Quadra do FAC. E no dia 11 teremos a presença do cantor Antônio Cardo , também com um grande show, com entradas pagas, na mesma quadra do FAC. As atuações na Praça estão a cargo da comissão de cultura./
     12- A Caminhada que a Paróquia promoveu no passado  domingo sobre a Família foi bem participada e correu bem. Começou pelas oito da noite com a participação de grande multidão. Exibindo dizeres e slogans foi avançando na direção dos lugares públicos da Câmara Municipal, Fórum, Secretaria de Saúde e Prefeitura. Em cada um destes lugares deixou um cartaz com sua recomendação no sentido de haver mais responsabilidade na administração e no uso dos poderes para a família ter mais estabilidade. Em diversas paragens leu-se a Palavra de Deus e escutou-se mensagens.Falou um casal sobre a dimensão sagrada e sacramental do matrimônio, uma jovem sobre o esforço para preparar um futuro melhor na vivência de uma liberdade responsável e uma senhora sobre a obrigação de todos participarem, sem medo, dos Conselhos e atividades públicas exigindo mais transparência e esforço pelo bem comum. 
Achamos que esta Caminhada foi das melhores que a Paróquia promoveu quer pelo número de participantes quer pela conteúdo da Mensagem que foi deixada. Durante ela celebrou-se a Palavra de Deus da festa da Assunção de Nossa Senhora que teve a sua continuidade na Celebração Eucarística já na Matriz. O templo estava repleto com muitas pessoas não podendo entrar.

ANIVERSÁRIO DA TOMADA DE POSSE DE DOM VALDECI


HOJE, dia 28 é o Aniversário do 1° Ano da TOMADA DE POSSE  do nosso Bispo Diocesano, Dom Valdeci na Diocese de Brejo. Parabenizamos o nosso Bispo pela efeméride.
Em oito( 08) de Outubro, a Diocese de Brejo completará 40 (quarenta anos de sua criação, quando foi separada da Arquidiocese de São Luis.
GRAVAÇÃO DO 1º DVD: CANTOR E COMPOSITOR F. MARINHO
Participe, logo mais no SHOW de gravação do 1° DVD do cantor FRANCISCO MARINHO.
Local = QUADRA DO FAC        HORÁRIO : a partir das 08.00 h da noite. Bom sucesso






sexta-feira, 26 de agosto de 2011

PARÓQUIA DE CHAPADINHA - 26/08/2011




LAICO IRRESPONSÁVEL INVESTE EM NOJENTA DIATRIBE CONTRA PARÓQUIA

            1 – Inesperada e atrevidamente um blogueiro local explodiu em ignorância e exibicionismo oportunista. Talvez fruto de falta de matéria para justificar vencimentos subrepetícios injustos que, possivel e indevidamente lhe são atribuídos para sobreviver. Arrota intolerância e adota fascismo que, em excesso, deve armazenar no seu cadastro psíquico. Pretende mostrar celebridade que não tem, e chamar a atenção para sua análise errada que está sendo condenada pelo público. Donde lhe virá tamanho atrevimento?
2- A pretensão é exuberante, mas o conteúdo é pífio. Foi soterrado em condenatório silêncio. Se a comunidade católica, composta de muitas dezenas de milhares de pessoas não pode exercer sua missão de evangelizar, influenciando a criação de um ambiente social pacífico e mais humano, como pode um qualquer laico, ignorante em matéria de religião e pretencioso demais em condenar comportamentos alheios, publicar uma apreciação tão desastrosa, restritiva  e ofensiva? Não queira ir o sapateiro além do sapato. Quem não é crente católico e ignora as exigências de uma fé consciente e ativamente comprometida não devia emiscuir-se em assuntos religiosos. Neste caso, compreendemos os motivos, (precisa de opinar algo, para defender alguém, donde retira algum dinheiro para comer!), mas não se justifica que a ignorância seja tão atrevida e descabida.
            3- O festejo da Padroeira de Chapadinha é de gente adulta. É promovida pela Paróquia a quem compete definir o que convém ou não convém. Não adianta querer transformá-la em brincadeira de irresponsáveis. Querer sentenciar sobre assunto que não lhe compete é petulância megalomaníaca, é fruto de comportamento incurável de demagoggia perniciosa e inútil.
O festejo da Padroeira não é brincadeira de canalha. Compreendo a pretensão de alguns quererem apoderar-se dele para fins escusos, mas não aceito tal ingerência.
O festejo da Padroeira não é festa popular. É celebração de fé cristã, é festa de devoção à Padroeira, a Nossa Senhora das Dores que tem raízes na tradição de Chapadinha. Pode ter algo de popularidade, mas não que seja contrário aos princípios que regem nossa moral. Permitir isso seria como dar um tiro no pé ou na própria cabeça. Além dos bares licenciados, que já são muitos, não parece oportuno propagandear bebidas alcoólicas com um comércio ambulante que serve para incentivar à desordem, à droga e ao vício. O parque deve poder ser visitado por pais e responsáveis de educação acompanhados por crianças e jovens. Desejamos decência pública, educadora de sã convivência. Somos contra ambientes mundanos que incentivem ao vício, à  degradação moral ou à promiscuidade.
            4 - Numa terra tão encharcada já de álcool parece-me criminoso pretender normalizar a situação e incentivar à derrota da virtude pelo vício. A crítica ao que se passou na Câmara é um requintado atrevimento de quem escolheu fazer da vida um triunfal passeio no caminho da inutilidade.
Não temos culpa que haja pessoas embrulhadas em mesquinhas ideologias e fechadas em suas restritas compreensões que se tornem incapazes de evoluir. Quem não é crente católico e ignora as exigências de uma fé consciente e ativamente comprometida não devia emiscuir-se em assuntos religiosos (repito para que isto não seja esquecido!). Não se justifica que a ignorância seja tão atrevida e descabida.
5 - Se a comunidade católica de Chapadinha, composta de muitas dezenas de milhares de pessoas, não tem o direito de intervir na dimensão social e se deve circunscrever ao interior dos templos, que razões haverá para um laico qualquer poder ter o direito de publicar, seja o que for, retirado de sua antiquada caserna mental? Na opinião, imbecilmente laica, que esse senhor expôs. ancoram ideias peregrinas eivadas de exibicionismo ambicioso não justificado. A ação de um cristão, na plenitude de sua fé e de sua ombridade cidadã, não se pode restringir aos locais de culto litúrgico. Deve atingir, pela força da liturgia em que celebra a presença e a gratuidade de Deus, todos os lugares da ação humana.
6 - De pessoa não comprometida com a educação popular ou com o bom senso e a felicidade das famílias não se poderia esperar outra coisa que não fosse justificar o excesso de álcool que (todos sabem!) cria dependência doentia, destrói famílias, inferniza a sociedade e está ceifando tantas vidas jovens entre nós. Nessa irresponsabilidade a Paróquia não embarca. Já há festas em demasia que desinstabilizam a família. A Igreja é convite à conversão de todos, mas não é para tudo.
A população de Chapadinha tem compreendido o desejo e apoiado nosso esforço. A excentricidade de um blogueiro não nos demoverá do nosso propósito que outras paróquias até já imitaram. Pode ver o que se passa aqui perto de nós: em Mata Roma e Anapurús. Querer voltar atrás, amar e promover o vício, é ser como o insensato (aqui vou citar a Bíblia em Provérbios,.26, 11) que, na sua estultícia,  imita os cachorros que comem o vomitado.
            7- O comércio ambulante tem leis municipais. Esse senhor que se mostra tão comprometido com os barraqueiros que leia o “Código de postura do Município de Chapadinha-MA” na sessão II, artigos 179-182”. Leia também a “Lei Orgânica do Município de Chapadinha-MA” , capítulo IV que trata “Da família, da educação, da cultura e do esporte” e verá que no artigo 179, todo ele, se regula a proteção à família e se assegura condições morais, físicas e sociais indispensáveis ao desenvolvimento, segurança e estabilidade da família. Só os irresponsáveis e analfabetos sociais se esquecerão disto e promoverão condições à dissolução da família e à degradação das pessoas. Mas esses podem satisfazer seus desejos na Paulica, cujos vergonhosos excessos todos estão condenando e onde este ano houve desacatos, morte e muita bagunça.
            8 - Depois de dizer isto, confesso sinceramente que sinto vergonha como depois de tanto esforço e trabalho que tenho dispendido, ainda é possível haver raridades com tanta relutância em aceitar a verdade e que têm a ousadia de, insensatamente, semear a discórdia e promover vícios. Maneira de viver não muito digna! Poderiam escolher, por exemplo, dissertar sobre a administração municipal, o caos da Saúde no Município, a lixeira em que vivem alguns Bairros e que, graças a Deus, agora estão a começar de ser limpos. Podem investir aí que terão matéria para se tornar célebres.

PARÓQUIA PROMOVEU CAMINHADA PÚBLICA PELA FAMÍLIA

A Paróquia de Chapadinha, ao encerrar a Semana Nacional da Família, promoveu ontem a XV Caminhada pela Família. Cedo começaram chegando à Matriz grupos vindos das diversas comunidades da cidade, com faixas e cartazes. A Caminhada começou pelas oito horas com a participação de grande multidão. Exibindo dizeres e slogans foi avançando na direção dos lugares públicos da Câmara Municipal, Forum, Secretaria de Saúde e Prefeitura. Em cada um destes lugares deixou um cartaz com sua recomendação no sentido de haver mais responsabiliadade na administração e no uso dos poderes para a família ter mais estabilidade. Em diversas paragens leu-se a Palavra de Deus e escutou-se mensagens.Falou um casal sobre a dimensaõ sagrada e sacramental do matrimônio, uma jovem sobre o esforço para preparar um futuro melhor na vivência de uma liberdade responsável e uma senhora sobre a obrigação de todos participarem, sem medo, dos Conselhos e atividades públicas exigindo mais transparência e esforço pelo bem comum.   
Achamos que esta Caminhada foi das melhores que a Paróquia promoveu quer pelo número de participantes quer pelo conteúdo da Mensagem que foi deixada. Durante ela celebrou-se a Palavra de Deus da festa da Assunção de Nossa Senhora que teve a sua continuidade na Celebração Eucarística já na Matriz. O templo estava repleto com muitas pessoas não podendo entrar.
Seja de salientar a aprovação que a numerosa multidão deu, com uma salva de palmas e aclamações, diante da Secretaria Municipal de Saúde quando o orientador lembrou e lamentou o estado caótico do sistema de Saúde no nosso Município.
O trabalho de reuniões nos bairros foi tão entusiasticamente participado que vai continuar nas semanas seguintes a pedido das comunidades. Parabenizamos a Pastoral da Família por esta iniciativa e pela boa programação do evento.



A Semana da Família - promovida pela Igreja Católica, foi encerrada no último domingo (21) com uma Caminhada pelas principais ruas de Chapadinha, comandada pelo Padre Manoel Neves.
A XV Caminhada iniciou na Igreja Matriz e prosseguiu pelas ruas da cidade. Com o tema: “Família, Pessoa e Sociedade”, a Semana Nacional da Família, segundo o Padre Manoel Neves "é uma resposta à inquietação, ao descontentamento e desejo de fazer algo em defesa e promoção da Família, cujos valores vêm sendo agredidos sistematicamente em nossa sociedade".
As Famílias, marcaram presença e pediram mais dignidade e respeito. Pastorais de diversos bairros se juntaram para a grande caminhada promovida pela Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família, da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e pela Comissão Nacional da Família.

(Por: Luís Carlos Júnior - Blog Ações e Destaques
Fotos: Alexandre Cunha}




COMUNIDADE DA CORRENTE CELEBRA O PADROEIRO - SÃO RAIMUNDO
 Desde domingo passado em que houve o levantamento do mastro, a comunidade de S. raimundo está em festa. Há mais alegria no bairro, à noite a igreja do Divino Pai Eterno tem estado cheia e depois das cerimónias religiosas há convivência no largo da igreja. Todo o bairro tem um ambiente mais limpo e agradável pois a Prefeitura mandou juntar e está retirando muitas caçambas de lixo que se vinham acumulando ao longo das ruas do bairro. Oxalá a situação seja agora respeitada pela população e todos se esforcem pela limpeza nas ruas.
O programa elaborado pela comunidade celebra S. Raimundo como homem de fé, santo de verdade e exemplo a incentivar todo o cristão ao seguimento de Jesus através de uma autêntica caridade fraterna. O grupo de senhoras que se responsabilizou pela convivência após-celebração mandou fazer uma barraca caprichada onde, todas as noites, muitos vão deliciar-se com diversos acepipes. P. António foi quem orientou os dois primeiros dias  e a comunidade espera a visita do senhor bispo D. Valdeci para sábado, onde decorrerá também a despedida do Grupo Missionário João Paulo II que, domingo, vai embarcar para Portugal e a quem deixamos aqui nosso sincero agradecimento.



















VEM AÍ O SHOW DE GRAVAÇÃO DO 1º DVD
FRANCISCO MARINHO

FORME JÁ A SUA CARAVANA DE QUALQUER LUGAR DO MARANHÃO E VENHA PARA ESSE MEGA EVENTO!!


PARTICIPAÇÕES ESPECIAIS:
- PADRE ANTONIO DE PADUA
- GRUPO SONHO DE PAZ
- EQUIPE LOUVOR MIX (CRISTOTECA)

MAIORES INFORMAÇÕES: (CARAVANAS, ETC)
(98) 9127-7627

ORGANIZAÇÃO: COMUNIDADE DE SANTA LUZIA - CHAPADINHA-MA






sábado, 20 de agosto de 2011

PARÓQUIA DE CHAPADINHA - 21/08/2011 - ASSUNÇÃO DE NOSSA SENHORA


DA FAMÍLIA SITIADA À FAMILIA SITUADA

A atual sociedade vive em colapso moral. Mesmo aqui em Chapadinha se nota isso com facilidade. Não há princípios éticos. Privatizou-se a verdade e a análise à realidade. Abandalhou-se as instituições públicas, relativizou-se a importância da família, facilitou-se os caprichos individuais, legalizou-se a realização de todas as tendências... Tudo, como trem, roda em carris da facilidade e prazer imediato e fácil. Não se mede as consequências do presente. Deus passou a coisa do passado, virou afirmação arcaica e verdade dispensável, facilmente substituível pela moda, dinheiro ou fama. E assim desapareceram os pontos de referências, os laços que ainda uniam as pessoas. Hoje vale a espontaneidade, a facilidade, o imediato. Vale o que dá prazer fácil e imediato. Tudo está em mudança. Contesta-se a identidade pessoal, despreza-se o conjunto de valores que norteavam a população, a família ganha novas formas, confunde-se os gêneros, inventa-se novos comportamentos esquisitos e inovadores.
A família, como instituição educadora, fonte geradora de um futuro de  esperança, está sitiada, ameaçada por muitos problemas. As relações entre pais e filhos estão desnorteadas. Atolaram em atrevimento e extremismos destruidores. Na sociedade há busca exagerada de direitos e esquecimento de deveres. Para onde caminhamos? Onde tudo isto vai parar?
Começaram a aparecer sinais alarmantes desta situação. A crise econômica generalizada, os atentados amedrontadores em Rio de de Janeiro, Oslo e Iraque, as manifestações preocupantes da juventude de Inglaterra, Espanha e Chile e as revoltas a pipocar por todo o lado... são o princípio de um enorme icebergue que pode estar para chegar.  E tudo afeta a família e desinstabiliza a juventude. E desfeita a segurança nestas duas forças... cai na rua a violência e generaliza-se a criminalidade.
É nossa obrigação defender a família. Ela é um valor, uma referência e uma realidade geradora de laços necessários. É patrimônio da humanidade indispensável. É realidade necessária, universalmente aceite e tradicionalmente defendida. O ambiente de brincadeira no namoro, a irresponsabilidade nos compromissos, a infidelidade conjugal facilmente aceite, muito orgulhosamente defendida e muitíssimo praticada, a desobediência filial trocada pelo aventureirismo libertino, a invasão da droga e de outros vícios como a bebedeira.... não alimentam a esperança de um futuro melhor. Não se preocupar pela família é deixar tudo ao “deus dará”! É cair na bagunça, no desânimo, na desorientação geral.

ENRAÍZADOS E EDIFICADOS EM CRISTO, FIRMES NA FÉ!

O ser humano é muito tentado nas suas limitações. Sem medir  e aceitar sua fragilidade, pensa e exige ser o centro de tudo. Representa Deus pelas suas perigosas categorias. Invoca Deus pela ladainha de suas necessidades. Imagina Deus à medida das suas ambições de poder e riqueza. Para se aproximar do sagrado, acha que precisa de muito prestigio. Facilmente dispensa o transcendente e cai na miséria da suas limitações. Pensa que seus interesses são a mola real de tudo. Refugia-se na indiferença, no esquecimento... de Deus. Instintivamente combate Sua soberania e tenta substituí-lO em suas ideologias e afirmações pseudo-científicas. Vive na idolatria do poder, do dinheiro, do bem estar, do trabalho, do prazer... Destrói a intimidade pessoal, impossibilita a família, combate a vida. Está aí em voga a depressão, o combate à família, o aborto, a droga... o irracional. O ser humano, na modernidade, escolhe a felicidade no deserto, na perigosa opacidade das coisas mundanas, das realidades mesquinhas e passageiras. Vive-se no descuido e no engano do presente. Foge-se de Deus.
O caminho de Deus, para se aproximar da humanidade, foi oposto a tudo isto. Vestiu-se de simplicidade, enfarrapou-se na natureza humana, aceitou a fragilidade e a pobreza, foi simples homem, “filho do homem”...para se revelar aos homens. Pedro, na sua pretensiosa mania de imaginar Deus, deixa escapar sua admiração por Jesus que afirmou subir para Jerusalém, para a morte... e tenta afastá-lO do sofrimento (   ). Mas Jesus afasta-o e diz-lhe que está a fazer as vezes do diabo, do que é contra Deus. Era servindo e não triunfando que Ele nos salvaria. Servir até se sujeitar ao resultado da estupidez humana que foi a Sua condenação à morte na cruz. Quem fizer sua opção por Jesus não se admirará de ter que sofrer. O bem está perseguido pelo mal. Amontoar coisas não é possuir a felicidade. Buscar o prazer não é ter uma vida alegre. A surpresa espreita-nos a toda a esquina. Não adianta querermos realizar nossos caprichos contrários à Palavra de Deus. Notamos isso na natureza: as árvores têm que ser podadas para mais frutos produzirem; as bicicletas e os carros têm que ter freio para nos levar onde pretendemos; a alimentação, sem regra, traz doenças perigosas;  beber, sem controle, retira-nos a capacidade de raciocinar.
Não podemos desejar domesticar Deus a nossas manias. Não podemos querer reduzir Deus a nossos caprichos. Deus é Pessoa. Não é coisa, ideologia, frase feita, filosofia pensada ou modo de viver aceite. Não é uma tradição. Deus é Pessoa. É Vivente no presente. É nosso contemporâneo. E temos que nos saber relacionar com Ele. Não basta saber que Ele existe. É preciso saborear Sua existência, experimentar Seu amor... apreciando a oração e vivendo nossa vocação. Andar sem isto é não ter a temperatura necessária para a intimidade com Deus. E, sem esta, tudo é árido, insípido e nada entusiasmante. Precisamos de deixar que Ele nos invada, de O aceitar no total espaço de nossa existência. Precisamos de mergulhar em Deus, no Seu amor, na Sua graça. Não podemos contentar-nos com uma vida cristã anêmica... muito afirmada e nada vivida. Precisamos acostumar-nos a Deus,  apaixonarmo-nos por Ele e, depois,  testemunhá-lO. O Encontro Mundial da Juventude que se está a realizar em Madrid não é uma oportunidade para ver o Papa. É urgência de encontro com Cristo, é necessidade de sentir Sua presença e a beleza de Sua proposta. Bento XVI propõe aos jovens: “enraizados e edificados em Cristo, firmes na fé!”

FAMÍLIA:
AMBIENTE PARA NOS ACOSTUMAR A DEUS

Terminamos a Semana da Família com uma caminhada que queremos marque novos rumos e o avançar da família para a sua alegre e feliz realização. Notou-se, com toda a satisfação, o interesse que os encontros, realizados nos bairros, por toda a parte, despertaram. Queremos dar graças a Deus por amores não cansados, por promessas não esquecidas, por vidas, no amor, realizadas. Sentimos felicidade no olhar e no viver de muitos esposos que, juntos e unidos no mesmo ideal, levam o mesmo jugo (cônjuges), e transportam,  em esforço mútuo e  força criadora, o dom do amor e da vida recebida de Deus. Podem não triunfar em gozo, mas vivem em alegria servindo a vida.
Mas vimos também,  desde modas usadas até comportamentos aventureiramente experimentados, muita falácia e dor. Crianças lançadas à rua, adolescentes abandonados, jovens super-aluados e satisfazendo-se prazenteiramente na droga e no sexo, famílias desfeitas fornecendo frustração e aumentando a bebedeira. Há sorrisos de felicidade em dias de casamento que se mudaram para lágrimas de sofrimento e frustração. Vimos o resultado de amores falsificados e facilmente trocados por passageiros gestos de prazer. Pudemos constatar casamentos sem consistência, sonhos bonitos mal sonhados que depressa terminaram em pesadelos. Nossos ambientes sociais estão cheios de perigos. Relativizou-se valores nunca bem assumidos, deturpou-se o modelo da heroicidade familiar, perdeu-se a responsabilidade educativa, trocou-se a fidelidade pelo aventureirismo, satisfez-se emoções e gostos passageiros, justificou-se, estupidamente, comportamentos baixos e estimulou-se a brincadeira irresponsável que afetou a vida familiar. Muitas brigas de hoje são a conseqüente continuação de doces palavras enganadores que deliciaram momentos de namoro. Muita infidelidade conjugal tem suas raízes na prostituição procurada e consentida durante a preparação do casamento. Precisamos de combater a passividade perante problemas sociais, frutos de desinteresse e irresponsabilidade. Basta de brincadeira e imaturidade na preparação do matrimônio! Basta de termos que aceitar a insegurança familiar  provocada pelo excesso de shows, por festas permissivistas realizadas em lugares impróprios e sem fiscalização e onde alguns senhores só procuram o seu lucro econômico. Desejamos mais autoridade em quem tem cargos de autoridade. Estamos cansados de meros observadores inoperantes. Pedimos que as instituições públicas não sirvam só para alguns senhores ganharem bons ordenados e passearem para a capital dias e dias seguidos, deixando Chapadinha ao “deus dará”, entregue à sofreguidão de inescrupulosos. Quem não tem vocação ou julga não ter vida para servir a população, que não viva servindo-se de um cargo para desprezar o povo. 


E  s  p  a  ç  o   i  n  f  o  r  m  a  t  i  v  o

 
 
1- Hoje, domingo, a comunidade de S. Raimundo inicia o festejo em honra de seu Padroeiro com o levante do mastro. Desejamos à comunidade feliz oportunidade de celebrar a Palavra de Deus e a Sua ação da Sua graça na vida de Raimundo.
       2-Tem decorrido com muito brilho e entusiasmo o Encontro Mundial da Juventude em Madrid. O tema “enraizados e edificados em Cristo, firmes na fé!” tem proporcionado ocasião muitos momenstos de reflexão para aprofundar a pertença a Cristo. Estão presentes jovens de 160 nações. A presença de Bento XVI, saudado com muita alegria, criou a oportunidade de vários encontros com os jovens professores, as jovens freiras e com outros setores da sociedade brasileira.
        3-A Paróquia adquiriu um terreno de 20 por 30 metros no Recanto dos Pássaros. É de lamentar que quem está à frente dessa invasão tenha sido tão falso que entregou a outra igreja um terreno que tinha sido destinado a um templo da Igreja Católica.
       4-O Grupo Missionário João Paulo II tem continuado seu trabalho no bairro de Terras Duras. Todos os dias tem havido visitas às casas, trabalho com os jovens e celebração da Eucaristia. No dia 24 vai-se realizar uma procissão pelo bairro com a imagem da Padroeira da comunidade.
       5-Toda a matriz foi pintada, por dentro e por fora e foram restauradas as cercas das praças anexas.Também vão ser mudadas as duas portas do fundo do Templo. Também já se começaram a distribuir os cartazes-propaganda do festejo.
       6-Queremos agradecer à Câmara a aprovação da lei que tenta criar ambiente mais digno e humano no decorrer do Festejo da Padroeira. O conteúdo do decreto vai ser, certamente, aprovado pelo sra Prefeita e pensamos que nos anos seguintes não precisamos de tanta preocupação.
       7-Não basta ter boca para falar. É preciso saber o que se diz e ter dignidade moral para não nos indignar com nojeiras. Na sessão de quinta feira passada da Câmara, alguém leu um artigo do Boletim Paroquial, de há semanas, sobre a má aplicação de dinheiros públicos e a falta de limpeza da cidade. Pois, outro senhor, se levantou para defender a limpeza, os cuidados da Prefeitura pelo desenvolvimento do Município e para afirmar que o Pároco não anda nos bairros. A maneira ignorante de falar corresponde ao conteúdo mentiroso do afirmado. Porquê tanta relutância em admitir a verdade? Sabemos que essa ousadia super-atrevida só é possível por ser bem paga. Mas, mesmo assim, causa muita indignação vinda de quem não sabe ajudar e fiscalizar a administração pública nem deve saber o que está lá a fazer.
       8-A Paróquia vai fechar com toda a segurança que lhe for possível o terreno da Aparecida, destinado às futuras dependências da Diocese na nossa cidade. O jogo de bola lá praticado, além de abusivo e revoltante, tem cortado a energia elétrica do bairro por diversas vezes e gente não educada tem feito do lugar centro de prostituição e lixeira. Caso não seja respeitada o direito de privacidade teremos que recorrer a Tribunal.
       9-Decorreu no Centro paroquial de quarta a sexta-feira um encontro com agentes do Conselho Tutelar do Menor.
       10-O trabalho da Semana Nacional da Família foi muito participado. Muitas presenças  e bem interessadas. Trabalho a continuar depois da Semana. E, no Areal, o Tríduo Vocacional encheu a igreja todas as noites.
       11-Realizou-se com agrado de todos o encontro de formação com os catadores de lixo organizado pelo Grupo Missionário João Paulo II. Incentivamos os participantes a que não deixem morrer o trabalho iniciado.
       12- Sábado próximo, 27 de Agosto, vem à nossa paróquia o coordenador estadual da pastoral do idoso que promoverá um encontro de formação de líderes para esta pastoral. Desde já desejamos os melhores votos para esta pastoral  em nosso meio.





domingo, 14 de agosto de 2011

PARÓQUIA DE CHAPADINHA - 14/08/2011 - DIA DOS PAIS


                      OBRIGADO, PAI..

Obrigado, pai pela vida!
                                           Pela coberta que me aquece                                            
E por tentar me mostrar
O caminho da verdade
Obrigado, pai
Por tantas vezes que abdicaste
Teus sonhos para realizar os meus
E abriste mão das tuas vontades
Para realizar meus caprichos.

Obrigado, pai
Porque tu existes!
Porque és meu pai,
E porque toda tarde,
voltas pra casa.

Pelo teto que me abriga
Por tua presença amiga

Obrigado, pai
Pelos doces
Pelos presentes,
Pelos passeios na praça

Obrigado, pai
Pelo suor na fronte
E pelos braços cansados
No final da jornada
Para que nada me faltasse
Obrigado, pai
Pelas noites em claro
Quando o dinheiro não deu
E mesmo assim,
Nunca nos abandonaste

Porque me castigaste
Quando eu estava errado
E por tentar me mostrar
O caminho da verdade
Obrigado, pai
Por tantas vezes que abdicaste
Teus sonhos para realizar os meus    
E abriste mão das tuas vontades
Para realizar meus caprichos.

Obrigado, pai
 Porque tu existes!
                                     
Porque és meu pai,                                                              
  E porque toda tarde,
voltas pra casa.

                             



CRISTO É O ÚNICO
CAMINHO.
NENHUMA IGREJA OU SEITA
É VEREDA ÚNICA
PARA CRISTO
A Igreja tem vocação universal, mas não se deve julgar com o monopólio
da Salvação. Cristo é o único Caminho de acesso ao Pai.  Nenhuma igreja,
seita ou grupo é vereda única para Cristo. Embora alguns pensem que são
e vivam num proselitismo esquisito. Alguém já advertiu a Paróquia que
alguma seita ou igreja protestante pretende, como atraca, valer-se do período
 do Festejo para promover movimento paralelo. Achamos a iniciativa perigosa,
 porque provocante e com muita pouca ou nenhuma convivência social pacífica.
 A mulher cananeia, embora pagã, suplicou com persistência, fé e humildade.
E alcançou a graça desejada.  Mesmo que isso não tivesse sido alcançado
Alguém já advertiu a Paróquia que alguma seita ou igreja protestante pretende, como atraca, valer-se do período do FESTEJO para promover movimento paralelo...
e não tinha sido em vão sua súplica. Poderia, por exemplo, ter voltado com mais coragem para junto da filha e aceitado melhor sua doença. A verdadeira situação da oração não é quando Deus está a ouvir o que lhe pedimos, mas quando o orante persevera na oração até que seja ele a escutar o que Deus
quer. E é no sofrimento quando melhor se reza, porque sentimos mais ao vivo nossa fragilidade.



A FAMÍLIA,
PREFERENCIAL NAS POLÍTICAS PÚBLICAS
 Nem a indústria produz nem o comércio oferece tudo que é necessário para satisfazer as necessidades humanas. Mesmo na compra de bens ou de serviços no mercado, se não houver controle público, uns terão tudo e outros viverão na miséria. A pessoa humana tem necessidade absoluta de relações. A paternidade, a maternidade, a filiação... são bens que criam vínculos que só a família bem estruturada sabe proporcionar. A administração pública só conseguirá fornecer alguns bens com a participação das famílias. Sem a família, a educação será deficiente, a saúde dificilmente desenvolverá seu caráter preventivo, a insegurança social explodirá e a miséria avançará.  Sem a família, não se conseguirá prevenir a entrada dos adolescente no mundo da infração e da violência. É urgente que pessoas preparadas entrem na convivência das famílias para melhorar as relações familiares, aconselhar a fidelidade e reconhecer como sujeito de direitos e deveres a família enquanto família. A Lei Orgânica do Município de Chapadinha coloca a estabilidade da família como prioridade absoluta. É necessário valorizar e promover a família. Nada nem ninguém poderá substituir a família nas tarefas e responsabilidades que lhe são próprias. Será isso que se está procurando e fazendo? As crianças e jovens precisam de comida, mas também de quem os incentive a aprender na escola, a ter atividades culturais sadias e equilibradas, a poder freqüentar escolas profissionalizantes... A família necessita de trabalho para os seus membros da família e de uma habitação digna... Eis um imenso campo de preocupações para administrações públicas responsáveis! É urgente repensar conteúdos programáticos mais respeitadores dos valores familiares, respeitar a subsidiaridade  no que se refere à educação religiosa, sexual e política, garantir o domingo como dia de descanso semanal, não intoxicar o ambiente de diversões que provocam um clima de muita leviandade, folia e agressividade familiar. A presença dos pais junto da escola, da catequese, das associações recreativas... deve ser fomentada. E, sobretudo, cuidar da responsabilidade dos homens no uso da liberdade nos momentos de lazer.
Em Chapadinha o bom testemunho familiar das pessoas mais influentes não incentiva à boa educação familiar. Depois há bares em demasia, sem licenciação, o que incentiva à bebedeira e ao uso da droga. E até placares de propaganda pública de prostituição são permitidos. Tudo isto traz aumento de processos judiciais, de trabalho pastoral, de criminalidade e mortes em excesso.

 EDUCAÇÃO SIM, BANDALHEIRA NÃO!
                              




      Com freqüência tropeçamos na vida com frases idiotas. Dizia um velho professor que se algum passarinho comesse o cérebro de determinados senhores ficaria em jejum. Lembrei-me deste dizer ao pensar há dias num placar que vi em S. Luís em lugares nobres e onde se lia: “se a fogueira esquentar, pense no seu par. Use camisinha’ Há conselhos que valem. Outros, como este, são demonstrações claras de estupidez crônica. E o pior é que é aceite por todos com absoluta normalidade. Quem elaborou esta frase não sabia o que era uma fogueira, porque quando uma fogueira esquenta o mais imediato instinto não é vestir seja o que for. É arrumarmo-nos do local para fugir do calor ou botar água na fogueira. Mas a mania de incentivar o uso da camisinha é tão forte que nem se pensa nos exemplos que se dão.
A quem deseja atravessar as tempestades da vida, com segurança, não se deve aconselhar um simples salva-vidas. É melhor que use um navio. O salva-vidas é para tentar escapar de um naufrágio. É próprio de quem já está em perigo e sem solução. A castidade é esse navio que, com certeza, oferece segurança e dignidade. O preservativo será aconselhável a quem já caiu no vício e não tem outro recurso. Aconselhar o preservativo a todos é incentivar ao naufrágio, é querer colocar toda a gente em perigo. A propaganda, como está sendo feita, pode preservar alguns viciados, mas é, sobretudo, incentivo para a grande maioria.
O remédio mais eficaz contra a aids não é usar a camisinha. Aconselhá-la é fácil mas não é correto. É um tapa-olhos. O melhor remédio é saber usar calças. É ser pessoa educada que sabe controlar seus instintos e dignificar a espécie humana; é a abstenção, ou o uso do sexo só dentro do matrimônio, respeitando as dimensões unitiva e procriativa. O uso da camisinha pode ser necessário em casos especiais, mas seu uso generalizado é convite à promiscuidade, é incentivo à banalização do sexo, causa a degradação de comportamento. É ajuda ao prazer desenfreado, à legalização da bandalheira.
Por isso, acho que há conselhos que não apontam para o alto. São demasiado rasteiros. Não fomentam a dignidade humana, antes, pelo contrário, normalizam o ridículo, o nefando, o anormal.  Não ajudam a criar opções de valores. Avançam na linha do fácil, do licencioso. Fazem proliferar o lixo, estupidificar vidas, apodrecer ideais. Diante do calor duma fogueira não dá para raciocinar. Ou se foge ou se deita água no fogo. A Igreja não é fundamentalmente contra o preservativo. Há casos individuais que justificam o uso da camisinha. Por exemplo, um prostituto ou uma mulher casada ameaçada de grave distorção ou de morte no caso de uma nova gravidez. Mas concentrar todos os cuidados no uso da camisinha é proteger-se de uma doença e, ao mesmo tempo, fomentar muitas outras. O ser humano precisa ser educado também no campo da sexualidade. Nem tudo é permitido e não se pode fazer tudo que nos apetece. Todas as pessoas devem defender-se do exagero de determinados apetites se preferem valorizar a vida ou humanizar suas atitudes. Uma videira quando é podada dá mais frutos. Um campo de milho, quando capinado, produz mais. Um carro, por maior cilindrada que tenha, precisa sempre de ter freio afinado. A sociedade deve ter a preocupação de educar noutros campos e também neste. Incentivar à bandalheira é próprio de covardes. Diga-se o que se disser!

 E  s  p  a  ç  o   i  n  f  o  r  m  a  t  i  v  o





     1. Esta semana, continuou-se a pintar a Matriz, preparando o 

ambiente para o FESTEJO da Paróquia 

Como todos já sabem, a Paróquia deseja que se crie um ambiente

respeitador dos valores cristãos durante


o Festejo e que não seja mais um evento público para fomentar a


bebedeira, a droga e a prostituição.



2.  Na Câmara já foi entregue a matéria do novo decreto para ser

votado na próxima semana. Alguns membros da Comunidade

Paroquial estiveram presentes na sessão desta semana.


.
      3. P. Tiago, sacerdote da Arquidiocese de Braga, Portugal, que

passou um mês conosco, já regressou a sua terra. Agradecemos

imenso a presença, a colaboração e a amizade deste padre que

queremos continue em comunhão conosco. Agradecemos também

toda a ajuda que nos deu na aquisição de livros litúrgicos que vão

ser distribuídos a nossas comunidades na cidade que deverão

mandar um gesto de agradecimento ao senhor Arcebispo de Braga.

    
4. Nos próximos dias 18, 19 e 20 (5ª, 6ª e sábado desta semana),

decorrerá um tríduo vocacional na igreja de Cristo Redentor, no

Areal, a começar às 19,30H. Depois da missa de quinta feira haverá

algumas atividades fomentando em todos o amor às vocações

cristãs.
    
 5. Estamos no mês vocacional e esta semana será a Semana da
 
Família. Grupos de casais e todas as comunidades farão encontros
 
nas casas e nas capelas. Para orientar estes encontros ainda estão
 
alguns folhetos no secretariado paroquial à venda. O tema da
 
semana é: Família, pessoa e sociedade.
 
 
      
6. Os preparativos para o Festejo da Padroeira vão adiantados.
 
O bingo terá como prêmios: uma moto, uma TV e um Boi.  Haverá mais

alguns

prêmios para os  Números das Cartelas . O Tema geral é que todos compreendamos que as Aparições

de Nossa Senhora pelo mundo foram gestos maternais para chamar todos à conversão.

No dia 11 de Setembro ( domingo) teremos um SHOW com a presenças do cantor Antônio Cardoso,

de São Paulo. Brevemente queremos ter  a CANÇÃO NOVA em funcionamento.
     .

7. P. Cesário viajou para o seminário de Contagem donde seguirá

certamente para um curso de preparação para a pastoral latino-

americana organizado pela CNBB em Brasília e depois para outro

lugar de trabalho.
       
8. A Semana da Família encerrará com uma Caminhada-Reflexão

pelas ruas da cidade.Durante ela será proclamada a Palavra de

Deus com as leituras litúrgicas do dia e com algumas intervenções

que nos chamarão à responsabilidade familiar.

    
 9. No dia 28 decorrerá também o show para a gravação de um

DVD de Francisco Marinho. Incentivamos todos a participar deste

evento que muito nos honra e ajudará a construção do santuário

de Santa Luzia.

    
10 Depois de pintada a Matriz seguiremos com a construção do

santuário de S.Luzia. Talvez, primeiro, levantando o muro do

terreno da Aparecida.

    
11. O Grupo Missionário João Paulo II continua trabalhando no

Bairro de Terras Duras. Já foi visitado o Bairro  Caterpilar,

durante esta semana foi visitado todo o Bairro do Japão e

iniciaram já na sexta-feira a visita ao Bairro Fonte do mato.

Diariamente o Pe. Luís tem visitado e confessado os doentes.

Durante a Semana há aulas de violão, flauta e de trabalhos

manuais das 15h30 às 17h. Diariamente há eucaristia na Capela

do Bairro às 17h.

      

 12. Esta semana foram visitadas as comunidades de:


Escondido, Poções, Cocal, Tatunguira, Lagoa

Amarela, Murici e Pitombeira. Hoje será visitada a comunidade de Riacho Grande.

    
13. Depois do Festejo da Padroeira a Paróquia irá iniciar um

projeto social que já esteve esse ano em  fase experimental no

bairro do Areal. É um projeto voltado para as crianças e para as

famílias, chama-se “Projeto Caras Limpas”. Gostaríamos de

implementar este projeto em todos os bairros pois temos vindo a

assistir a uma degradação das famílias e a um descuido nos

cuidados básicos para com as nossas crianças. Mais adiante

daremos outras informações acerca do projeto e de como se irá

realizar.

    

 14- Foi adiado para o próximo sábado, 21 de Agosto, o curso de


formação na área da saúde, higiene e segurança no trabalho para


os catadores de lixo que será orientado pelos elementos do Grupo


Missionário João Paulo II.