sexta-feira, 30 de novembro de 2012

PARÓQUIA DE CHAPADINHA - DEUS FALA CALANDO


        Nas leituras da Liturgia desta semana apareceu um texto retirado do Apocalipse (3,1- 6,14-22) que nos devia fazer pensar a todos:”Conheço tua conduta. Tens fama de estar vivo, mas estás morto”. “Acorda! Reaviva o que resta e que estava para se apagar”.”Lembra-te daquilo que tens aprendido e ouvido. Observa-o! Converte-te! Se não estiveres vigilante, eu virei como um ladrão” “Conheço a tua conduta. Não és frio nem quente! Oxalá fosses frio ou quente! Mas, porque és morno, nem frio nem quente, estou para vomitar-te de minha boca”....Compra um colírio para curar teus olhos, para que enxergues. Eu repreendo e educo os que eu amo. Esforça-te, pois, e converte-te. Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir minha voz e abrir a porta, eu entrarei na sua casa e tomaremos a refeição, eu com ele e ele comigo.” Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito  diz às igrejas”

Precisamos fazer uma parada. E refletir. Não adianta só viver. De qualquer maneira. Ou acertamos o passo com Cristo ou andamos para trás. Perdemos o tempo. Não avançamos, apenas retrocedemos! O horizonte de uma vida mesquinha, raquítica, anêmica... é uma ilusão. Precisamos cuidar nossos olhos com o colírio da fé, fortalecer nossos passos com a força da Palavra, animar a vida com a fortaleza do Espírito. Viver por viver, sem sentido e sem Deus... é desgraça.

No salmo 119, o autor sagrado ouve uma linguagem sem voz, descreve uma festa que não tem música, sente uma alegria inaudita. “Os céus descrevem a glória de Deus e a obra de Suas mãos narra o firmamento”(Ps.119,2). Eis o resultado de uma pessoa sintonizada com Deus. Seu coração também escuta. Há uma música sem som, uma literatura sem letras, uma linguagem sem palavras, uma festa sem barulho... que apenas são sentidas por quem presta atenção, no seu íntimo e trabalha o seu espírito. Um sentido aparece em tudo e transmitido sem voz. Mas mexe com as pessoas

Deus fala calando. Nós, só quando sabendo calar, é que ouvimos Deus falar. Aproximando-nos de mansinho, com interesse, para descobrir o sentido, o recado silencioso que, em cada coisa, Deus tem para nos enviar. A Palavra criadora de Deus é um som que nunca se ouviu, é um silêncio que nunca se cala. O Verbo de Deus estava no princípio de tudo (Jo.I,1). E está em tudo como Princípio. É sempre força criadora. Também nós somos filhos da Palavra silenciosa, do silêncio do útero, oficina do Poder Criador. E, na água do Batismo, não foi onda nem tempestade. Apenas umas gotas sem som, sem sombra, mas fortes, porque habitadas pelo Espírito. E houve transformação em nós. 

A vida cristã exige silêncio, reflexão, longe da perturbação alienadora, para sentir e saborear a beleza e a grandeza da presença de Deus. Ele fala calando e o homem deve calar todas as vozes para escutar, para falar com Ele, para O amar, para rezar na mais profunda comunhão. Ele não viaja no vento, nem no terremoto, nem no fogo. Chega silenciosamente, na voz de um fino silêncio, na calma de uma suave brisa, como fez com o profeta Elias (I Rs,19). Pequena chama que chama (Ex.3,4), como na sarça ardente, com Moisés. 

A Palavra de Deus não grita nem destrói (Ex.3,2-3), mas faz viver (Ex.3,8 e 10) e dá sentido (Lc.24,32). É preciso procurar Deus na Sua Palavra. Senão caímos numa morte antecipada que se perpetuará eternamente.



INSENSATAMENTE, O INSENSATO VIVE DA SUA INSENSATEZ!

“Insensato” é uma palavra muito usada na Bíblia e que tem significado esquisito: sem senso, sem sentido de vida, que vive à deriva, que não pensa no que faz, que vai na onda que aparece.... O insensato diz em seu coração:” Não há Deus!”(Ps.53,1).

O livro da Sabedoria diz que a pessoa insensata é o contrário da pessoa prudente. Sobre a morte do justo: “aos olhos dos insensatos parece ter morrido e sua saída deste mundo foi considerada uma desgraça” (Sab.3,2-3). O insensato despreza a sabedoria e a disciplina (Prov.1,7), desdenha as advertências (Prov.15,5), não ouve o bom conselho (Prov.12,5), Desprezar Deus é insensatez (Ps,74,18 e 22), assim como ter dureza de coração (ISam.25,25). Na repetição de seus atos, o insensato é como o cachorro que retorna ao que vomitou (Prov.26,11). No  Novo Testamento, é insensato quem não compreende que é, na fraqueza da cruz, que se manifesta a sabedoria e a força de Deus (ICor.1,18 e segs).

S. Paulo aconselha várias vezes os cristãos, nas suas cartas, a não serem insensatos e a procurarem a Vontade de Deus. Por isso, aconselha a comunidade de Corínto a ser insensata aos olhos do mundo para ser sábia aos olhos de Deus (ICor.3,18-19)

Ao insensato falta-lhe senso, juízo, orientação certa na vida. Vive de qualquer maneira. Não aceita o Absoluto. Vive para satisfazer os seus sentimentos. Só lhe interessa o que seus sentidos captam. Só tem importância o que ele come e bebe, o que vê e ouve, o que toca e cheira. Vive para o que lhe agrada. Vive disso e põe toda a confiança nisso. É materialista. O seu existir tem o alicerce nos outros seres humanos como ele. Pensa que é feliz, mas vive infeliz. O médico é a segurança de sua vida, o economista é que lhe garante o sucesso no futuro, no político coloca todo o seu destino. Mas... lá vem a ocasião que a sorte lhe foge e tudo lhe falha. Nota que foi enganado e que confiou em vão. Como fica? – Desesperado, desiludido, desanimado... E porquê? – Porque construiu a sua casa sobre a areia e ela ruiu (Mt.7,26 e segs), porque, como as virgens loucas, viveu sem cuidado e não arranjou azeite para a festa (Mt.25,1-13). E como é fácil cair neste pecado! Quão facilmente nos deixamos iludir e caímos na vida sem sentido!

Por isso, Deus veio habitar entre nós, em Cristo. Assumiu a natureza humana, compartilhou nossa situação, menos no pecado e veio fazer-nos companhia. A palavra “companhia” vem de dois termos latinos: “cum panis” que significa: aquele que come na mesma mesa e partilha o mesmo pão. Sim, Ele fez-Se nossa companhia! Mas não só Se fez nosso companheiro, mas nos alimenta com o Seu Corpo e Sangue. Quere ser nossa força na dificuldade, nossa solução nos problemas da vida, nossa origem e nosso fim. Não come só o pão conosco, mas é o nosso Pão, a nossa Vida. Sem Cristo, sem a comunhão, sem mergulhar nossa vida na Sua, sem a participação no Seu mistério pascal, sem nos alimentar nos sinais de Sua graça que são os Sacramentos... faltar-nos-á o essencial. Sem Cristo, nada nos resta de bom, tudo é ilusão e engano. Cuidado, pois, com a maneira como vivemos e a importância que damos a Deus!

NOTICIÁRIO DA PARÓQUIA 

1)- Decorreu há semanas o Congresso comunista chinês. O mais impressionante foi saber que a economia da China já ultrapassou a da União Europeia e é, presentemente, a 2ª economia maior do mundo. Prevê-se que, em 2.020, seja já a maior economia. E todos sabemos que a economia costuma desencadear processos de mudança cultural. E é isso que mete medo. Este modelo revolucionário chinês já fascinou muitos intelectuais, certamente, esquecidos dos valores humanos. Na China reina um capitalismo espúrio, nada preocupado com a dignidade humana da pessoa, com os direitos humanos e a liberdade de iniciativa. De governo democrático nada tem. Quem visita esse país fica impressionado em observar um deserto espiritual que afogou no materialismo histórico a tradição espiritual confucionista e mesmo a budista. Estas sobrevivem, superficialmente e só como folclore ornamentista. Urgente revitalizar valores nas culturas cristãs para sabermos enfrentar esta nova vaga que aí está chegando com muita influência

            2)- No princípio deste mês de Novembro, veio a público um filme sobre a vida de Santa Joana Beretta Molla.  Em Cracócia. O filme é intitulado: “A santa da vizinhança”. É que este ano faz 50 anos de sua morte e 90 anos de seu nascimento. Como todos sabem, Santa Joana teve um irmão, sacerdote missionário, médico também e que morreu em odor de santidade. Já foi introduzido o processo de beatificação. Santa Joana foi canonizada em 2004 por João Paulo II. Era médica e tentou até vir trabalhar com o irmão missionário para o Brasil, mas sua saúde não lho permitiu. Casou, constituiu família e, quando estava grávida pela terceira vez, foi-lhe diagnosticado um fibroma no útero. Não permitiu que a vida do feto fosse posta em causa. “se deveis decidir entre mim e meu filho, nenhuma hesitação: escolhei – e isso o exijo! – a criança. Salvai-a!” Nasceu a criança que ainda é viva e é médica: Giovanna Emmanuela, mas Joana morreu no dia 28 de Abril de1962, pouco depois de dar à luz. A paróquia possui uma relíquia desta santa: um bocadinho de pano usado por ela no leito de dor e que ela mordia, quando estava com muitas dores, para não incomodar o bebé. Uma santa de nossos dias! Excelente modelo para este Ano da Fé

            3)- Decorreu, com muita participação e entusiasmo, a novena à festa de Cristo Redentor, na comunidade de S. Camilo  no Areal. Os encontros não se realizaram na Igreja da comunidade, mas no Bairro, uma noite em cada rua, junto de algumas casas que acolheram a iniciativa. Parabenizamos a comunidade por esta iniciativa e oxalá que este exemplo se repita noutras comunidades. Hoje, dia de Cristo Rei, a comunidade celebra com muita alegria a Cristo Redentor.

            4)- A construção das 1000 Casas continua. Esta semana fez-se parte do muro que limita o terreno e na próxima, sim, já se vai começar a encher os alicerces, pois as cavas já estão quase feitas. Também já se levantou uma casa com duas salas e varanda que servirá de futuro para catequese e que agora irá ser ponto de apoio para os trabalhadores comerem e guardarem a ferramenta. Graças a Deus, na falta de tudo, várias pessoas nos têm ajudado, dando-nos água e disponibilizando uma casa para nosso apóio. A todos agradecemos..

            5)- Decorreu com boa participação a Assembleia Diocesana de Pastoral. Teve a assessoria do P.Humberto Guidotti que falou sobre a ação do Concílio Vaticano II, sobretudo na dimensão social. Os participantes gostaram imenso e isso nos lembrou que o poderíamos chamar à nossa paróquia de futuro. Depois cada paróquia disse de como está a decorrer a preparação para a Santa Missão. E notou-se que, com raras exceções, todas as Paróquias se estão movimentando. De Chapadinha estiveram presentes 9 pessoas.

            6)- A Paróquia comprou tábuas de madeira de qualidade e mandou fazer 45 bancos que servirão para a Igreja das 1000 casas e para eventos na Praça da Matriz. Queremos também agradecer a pessoas generosas que entregaram ofertas para ajudar a comunidade de Nª Sª de Fátima a preparar a possibilidade de ter a permanência do SS.mo Sacramento na capela.

            7)- Neste domingo vai-se começar a administrar os ritos da cerimônia do Batismo de pessoas com mais de 8 anos. Notamos, com tristeza, os efeitos de uma época em que políticos de Chapadinha queriam ser também pastores e se intrometeram em religião chamando quem toda a gente conhece como ”capa verde”. É bom que todos saibam que esse abuso está a dar muita confusão, pois quem se sujeitou a ele, não está batizado para a Igreja Católica. Se deseja casar agora na Igreja ou fazer a Comunhão tem que ser batizado.  E tem, primeiro, que se preparar para esses sacramentos. Não se trata de batizar “outra vez!”, como alguns querem dizer, mas pela “primeira vez”, porque a cerimônia efetuada, há anos, de nada valeu, para a nossa Igreja. Valeu, sim, aos políticos da época, para mostrarem que sabiam enganar o povo e eram ignorantes em religião! Agora é bom que se note que, se os padres falarem a palavra “política”, ninguém gosta, mas quando políticos se metiam a promover outra igreja, ninguém falava. Ah! Política danada, de quanto és capaz!

            8)- Terminou ontem, sábado, no Centro Paroquial antigo, a assembléia das comunidades do Interior. Presentes mais de 150 pessoas com muita animação e interesse. Foi explicado a todos o sentido do Ano da Fé e da Santa Missão. Muitas pessoas já aprenderam e levaram para suas comunidades os cânticos da Santa Missão.

            9)- No sábado à noite, começou a assembléia paroquial da Pastoral Familiar. Prolongar-se-á até hoje, domingo ao meio dia.
           
            10)- O problema de um bar nas traseiras da igreja de S. Luzia teve audiência no fórum com a Promotoria Pública, no passado dia 23. Ainda não sabemos do resultado, mas se o bar continuar a incomodar, a paróquia terá que ir para um processo criminal. Agora o interessante é ver como as pessoas desconhecem a lei, incomodam e ainda se acham na razão de provocar.

            11)- A camioneta F1000, conduzida pelo P. Neves, teve um acidente ao sair da Travessa Mocambinho para a Rua Presidente Vargas. Depois do natural nervosismo, começou a notícia a ser internacional. Logo recebemos telefonemas de S. Luis e da família de P. Neves a saber o que se tinha passado. Hoje a rapidez da internet provoca internacionalização até ao que acontece em Chapadinha!


 

quinta-feira, 29 de novembro de 2012



Veja como terminou a Assembleia Paroquial das CEBs da Paróquia de Chapadinha,  neste sábado à tarde.

Deu-se o planejamento da 1ª etapa “ NAMORO”, que é o enlevo pelo trabalho que vai ser proposto como desafio da fé.
Durante os dois dias e meio da Assembleia refletimos sobre o ANO DA FÉ proposto pelo Papa Bento XVI com a Carta “ A PORTA DA FÉ”. E como nos primeiros tempos todo católico rezava todos os dias o CREIO EM DEUS  PAI assim, todos levaram este propósito de em casa e  nas comunidades rezar o  CREIO ,como meio de iluminar mais a fé neste ano da Fé,e ser um incentivo para o projeto das SANTAS MISSÕES POPULARES.

Também partimos de que “companheiro” vem da palavra latina “ cum panis” = com  pão =” companheiro”. E cada um levou firme a idéia de que o católico e as comunidades têm que usar os três  CCC, vale dizer usar o coração, a cabeça e a carteira.  Coração ( amor)  cabeça ( fé)  e carteira para colaborar no pão dos irmãos “ companheiros”.





sábado, 24 de novembro de 2012

PARÓQUIA DE CHAPADINHA - PARÓQUIA REALIZA ASSEMBLEIA PAROQUIAL DAS SANTAS MISSÕES DAS CEBs




O  2º dia da Assembleia das CEBs refletiu sobre o tema das SANTAS MISSÕES POPULARES. Da parte da tarde as Missionárias da BOA NOVA Prudência e Márcia dos Santos deram um program Power Point sobre a dinâmica e a mística das Missões Populares.

P.Neves lançou oficialmente a Missão Popular em Chapadinha direcionada concretamente para as CEBs.

Da parte da manhã P.Casimiro falou sobre o ambiente geral das CEBs na Paróquia, e distribuiu as questões para avaliação  em oficinas de trabalho.

O dia foi uma bênção de iluminação para todos os participantes,que ficaram com vontade de continuar no sábado completando a medida da programação,quando encerrará neste sábado pelas 15.00 horas

No encerramento ,uma Equipe dos Direitos Humanos  virá fechar o nosso trabalho











sexta-feira, 23 de novembro de 2012

PARÓQUIA DE CHAPADINHA - ASSEMBLEIA DAS CEBs INICIA HOJE, COM MAIS DE 100 COMUNITÁRIOS


       Mais de 100 representantes de todas as Comunidades de Chapadinha já se encontram em clima de Assembleia,que acontece sempre no mês de Novembro. Neste ano tem uma importância especial, e o tema será o estudo sobre AS SANTAS MISSÕES POPULARES. A nível de Diocese e de paróquia vai se a preocupação de bispo e todo poco de Deus para que esse sonho se realiza. Nossa Assembleia iniciou ontem, 22, e encerra sábado, 24. Hoje irá nos falar o vigário, P.Neves, apresentando o tema das SANTAS MISSÕES POPULARES.


   Em seguida,as Missionárias da BOA NOVA apresentarão em Power Point temas relacionados, falando na organização das  SANTA MISSÕES. Teremos avaliação do trabalho das Comunidades e planejamento, a cargo do P.Casimiro.No sábado uma Equipe dos Direitos Humanos irá colocar problemas que hoje afligem nossa sociedade

terça-feira, 20 de novembro de 2012



VIGÍLIA DE ORAÇÃO—SANTAS MISSÕES
           ( Obs: Colocar um vaso  com folhas secas no altar e outro vaso com folhas
            Verdes)
Hino: O evangelho é a boa nova que Jesus veio ao mundo anunciar (bis)
1)- O Pai mandou que Ele aqui viesse um dia/ para nos dar alegria de viver no seu amor.(bis) 2) – Ele é o caminho,a verdade e a vida/ da ovelha já perdida que o Pai mandou salvar.(bis). 3) – A sua Igreja é a coluna da verdade / Comunhão na caridade para o mundo transformar (bis).
Dirigente:  A Igreja é a coluna e sustentáculo da verdade, como fala a Bíblia . ( 1 Tim. 3, 15) O Santo Padre com a Carta “ A Porta da Fe´, decretou que este ano seja o “ ANO DA FÉ.  Ele nos diz:“ Como uma mãe que ensina os seus filhos a falar, e a compreender  e a comunicar, a Igreja nossa Mãe nos ensina a linguagem da fé para introduzir-nos na compreensão e na vida da fé”  (A Porta da Fé). Estaremos também preparando as SANTAS MISSÕES.

Todos: Santas Missões, Santas Missões, Santas Missões  

Leitor1: Entrar  na Porta da fé significa empenhar-nos num caminho que dura a vida inteira.
 Leitor 2 – Com o dom do Espírito Santo quis fazer-nos participantes da sua própria glória a todos que aceitamos Jesus 

Todos : Santas Missões, Santas Missões Santas Missões

Leitor 1- Não podemos aceitar que o sal se torne insípido e a luz fique escondida  
Leitor 2 – É para readquirir o gosto da Palavra de Deus e do Pão da vida 

Todos: Santas Missões, Santas Missões Santas Missões

Leitor 1 – Somos chamados  a fazer brilhar a palavra de Deus que o Senhor nos deixou
Leitor 2 – Para enfrentar as mudanças que a humanidade está passando nas nossas casas e famílias. 
Todos: Santas Missões, Santas Missões Santas Missões   
Leitor 1 – No princípio,todo cristão   era obrigado a aprender de memória o CREIO. Servia de oração diária para não esquecerem o compromisso assumido com o Batismo. 
Leitor 2 – O CREDO nos faz parceiros com todas as gerações anteriores de nossos antepassados   
Todos: Santas Missões, Santas Missões Santas Missões  Leitor 1 - Quando dizemos CREIO afirmamos que aceitamos JESUS e tudo que Ele ensinou  Leitor 2 - A profissão de fé não é um ato particular,mas é para assumirmos a responsabilidade social daquilo que aceitamos e acreditamos.  
Todos: Santas Missões, Santas Missões Santas Missões. Leitor 1 – A profissão de fé é um ato simultaneamente  pessoal e comunitário.  Leitor 2 – O domingo é o Dia da fé, como declarou o Beato João Paulo II.  Todos: Santas Missões, Santas Missões Santas Missões.
Leitor 1 – Ninguém deu a fé a si mesmo, como ninguém deu a vida a si mesmo.  
Leitor 2 – Por ser nossa Mãe,a Igreja é também a educadora de nossa fé.  

Todos: Santas Missões, Santas Missões Santas Missões.
Leitor 1 e 2: Não podemos crer sem ser carregados pela fé dos outros, e pela nossa fé carregamos também os outros. 
T: SANTAS MISSÕES ...

Hino : - Agora é tempo de ser Igreja, caminhar juntos, participar (bis)
Somos povo escolhido e na fronte assinalados com o nome do Senhor que caminha  ao nosso lado.Somos povo em missão, já é tempo de partir, é o Senhor quem nos envia, em seu nome a servirSomos povo da esperança, vamos juntos planejar, ser Igreja a serviço e a fé testemunhar. Somos povo a caminho,construtores em mutirão ,nova terra, novo Reino de fraterna comunhão.
3 – ORAÇÃO DA ASSEMBELIA: 

Dirigente: Ainda agora vimos  afirmações do Santo Padre na Carta A Porta da Fé para o Ano da Fé. Rezemos agora para o sucesso do Ano da Fé e das Santas Missões.
Leitor 1– Para que as SANTAS MISSÕES alimentem a nossa fé, oremos ao Senhor  Todos: Senhor, abençoai as SANTAS MISSÕES    2)- Para que as Santas Missões acordem todas as famílias    Todos Senhor, abençoai as SANTAS MISSÕES 3) – Para que as Santas Missões fortaleçam as comunidades Todos Senhor, abençoai as SANTAS MISSÕES  4 – Para que as Santas Missões abram a porta da fé aos que duvidam T. Senhor, abençoai as SANTAS MISSÕES  5 -  Para que as Santas Missões  possam trazer de volta os que se afastaram. T. Senhor, abençoai as SANTAS MISSÕES  Dirigente: Por Nosso Senhor Jesus Cristo . Todos: Amém
Momento 1:  O dirigente orienta o seguinte:Para cada um pegar uma folha seca e trocar por uma folha verde nos vasos que estão no altar. E queima na vela a folha seca, pedindo  perdão dos seus pecados  Momento 2: O Dirigente junta as folhas verdes no vaso e reza:
Dirigente: Transformai Senhor nossas ações secas de preguiça e de pecado para que sejamos plantas de bons frutos. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, na unidade do Espirito Santo.  - Todos: Amém

HINO FINAL : Irmão te converte e vai(bis). O que você faz não faças nunca mais, irmão te converte e vai.
1)- Não fique aí parado com seus braços cruzados,ninguém vai fazer tudo por você; O mundo está chamando, alguém se enganando, depois não irão se arrepender. (bis)  2) - Jesus anunciou aqui  eu estou de braços abertos a esperar alguém que me procura pedindo meu perdão, olhe eu te perdôo e não vá mais errar( bis).
3) –O homem arrependido terá uma vida nova, parece até ele renasceu; a tua salvação está em tuas mãos , pra um homem arrependido Jesus dá perdão (bis).





domingo, 18 de novembro de 2012

PARÓQUIA DE CHAPADINHA - ANO PARA COLOCAR FESTA NA VIDA



Estamos vivendo no Ano da Fé. Já pensamos na responsabilidade de sair deste ano com uma fé renovada, aumentada, vivenciada? Quem brinca com o amor acaba odiando. Quem despreza a fé acaba perdendo-a. Deus foi o primeiro que teve fé: acreditou no ser humano, criou-o e salvou-o. Acreditou tanto no homem que se fez Homem. 

Crer não é saber algumas verdades. É preciso acolhê-las e vivê-las, integrar a vida no projeto de Deus. Mas a Fé é, sobretudo, um dom de Deus. E deve ser:
- acolhida com gratidão. Não é favor que fazemos a Deus. É graça que Deus dá. Por isso, o cristão é uma pessoa agraciada por Deus e agradecida a Deus.
- reavivada com firmeza. A rotina, a repetição, o hábito... vão desgastando a vivacidade de momentos altos de espiritualidade que tivemos em horas solenes de nossa vida cristã, talvez até no fim de um encontro ou de um retiro. É preciso alimentar, não deixar esmorecer essa vida:
- purificada com humildade. Há sempre intromissões que prejudicam. Temos que ter a humildade de admitir fracassos, retrocessos, más influências... e querer melhorar. Que nossa fé não morra asfixiada por imensos perigos que nos aparecem.
- professada com entusiasmo. O encontro com Cristo cria intimidade, forte adesão da pessoa ao projeto de Jesus. Mas é uma vida com dimensão comunitária. Deus salvou-nos em família, reuniu-nos em Igreja e tornou-nos responsáveis uns pelos outros. Nossa fé ou se apega ou se apaga. Ninguém se salva ou condena sozinho. Ou somos apóstolos ou viramos apóstatas. Nosso testemunho de fé pode ajudar  irmãos a salvar-se.
- celebrada com alegria. A festa faz parte da vida. “Um santo triste é um triste santo” A festa provoca alegria, aprofunda e enraíza sentimentos, desperta capacidades, projeta a vida para a frente, dá élan, cria satisfação, transmite incentivo... Quem diz que tem fé e não a celebra em comunidade deve duvidar se é verdadeira ou falsa essa fé. O comodismo cria ilusões e obriga a arranjar desculpas falsas.
- vivida em profunda comunhão com Cristo, Palavra em que se manifestou a Vontade divina, Caminho que temos que seguir para nossa realização, Vida em que mergulhamos nossa vida pelo Batismo, Raiz de nossa dignidade, Certeza de nossa Salvação, Solução de nossas dúvidas, Senhor de tudo...

A LITURGIA: ONDE O MISTÉRIO INVISIVEL
ACONTECE DE MANEIRA VISÍVEL

Vimos, na semana passada, que as ações litúrgicas não são ritos mágicos, gestos clericais pagos pelo povo e que basta fazê-los que logo teremos o efeito. Liturgia é gestos humanos carregados da graça divina. É atualização do mistério pascal, da Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus. Quem celebra é todo o povo santo de Deus, reunido em assembléia e em comunhão com Deus. Os padres não celebram “para” o povo, mas juntamente “com ” o povo. Cada assembléia litúrgica é sacramento, sinal visível, instrumento que realiza a Igreja invisível onde povo e Deus celebram a Aliança e se vivencia a realidade de ser Igreja, antecipando a reunião definitiva de todos os filhos de Deus, agora dispersos. Por isso, o povo deve “participar”, “integrar-se”, “fazer parte”, “ter parte” no Mistério que celebra. 

Liturgia é comunhão com Cristo e, através d’Ele e de Seu Espírito, com o Pai e entre nós. É muito importante que todos nós aprendamos a participar, que todos saibamos como participar com alegria, entusiasmo e muita fé. Não passivamente, olhando de longe, distraídos ou empurrados por sentimentalismo ou motivos meramente humanos ou ocasionais. As ações litúrgicas exigem fé e, entre muitas outras, cada uma destas qualidades:
a)-  Ativa – celebrar é querer encontra-se com Deus. Não é só ficar a olhar o que o padre faz, mas acompanhar, saber o sentido de cada gesto, prestar atenção às leituras e homilia, professar a fé, oferecer-se com Cristo e comprometer-se com Ele para depois ficar com a vida em Missão.
b)- Externa e interna-  Todos e cada um devem participar. Completamente, com corpo e alma: gestos, palavras, movimento corporal... mas também puxar à interioridade, ao coração, ao espírito, por meio dos quais nos unimos a Deus, prestando atenção a cada coisa e dando-lhe a adesão do nosso mais profundo ser.
c)- Consciente – Não só compreender racionalmente o sentido dos símbolos, mas ir mais
longe: atingir o sentido espiritual que vem da fé, da meditação da Palavra, do conhecimento da Tradição da Igreja.
d)- Fácil – As ações litúrgicas deveriam ser adaptadas e inculturadas à linguagem verbal, conceitual, gestual, musical do povo que celebra... Tudo devia ajudar a levar à participação consciente. Que se faça tudo com brevidade, beleza, simplicidade, transparência, evitando repetições inúteis que indispõem e provocam cansaço demasiado. Só a Beleza seduz e eleva para Deus. Não as fáceis belezinhas compostas de show, espetáculo exibicionista, extravagância de enfeites, barulho, vaidade e falta de modéstia no vestir... Que, com fé, tudo se faça para chamar à vivência e contemplação do Mistério que se está celebrando.
e)- Plena -  A Liturgia exige comunhão de vida e esforço de identificação com Cristo. Na missa, a comunhão é parte integrante dessa plenitude de participação.
f)- Piedosa - Não sentimental, mas obediente à vontade do Pai. Como o Servo Sofredor. A participação, para ser piedosa, exige compromisso com o Reino que depois se expressará no dia a dia.
g)- Frutuosa – As ações litúrgicas têm que ter influência no nosso dia a dia, na vida familiar, na profissão, na missão, na oração, na vida de caridade... A Liturgia-ação deve ter continuidade na Liturgia-vida...
Como é bela a participação nos atos litúrgicos! Mas como exige formação, esforço e beleza em tudo que se faz!

APRENDE A VIVER POR AQUELES QUE SOUBERAM PENSAR

 - Não basta saber falar. É preciso saber o que se diz.
 - Não basta querer; é preciso ser capaz de algo fazer.
 - A inveja só consegue roer o próprio coração (Alemanha)
 - Faz mais barulho uma árvore que cai que uma floresta que cresce (Tibete)
 - Deus fez o tempo. O homem fez a pressa.
 - É preferível ser coxo que ficar toda a vida sentado (Rússia)
 - Podem cortar todas as flores, mas ninguém pode impedir o regresso da Primavera (Índia)
 - Também ao pobre mendigo a rosa dá o seu perfume (Japão)
 - Faz como a palmeira: mesmo quando lhe atiram pedras, ela deixa cair as suas tâmaras (Argélia)
 - O camelo não vê as suas bossas, só vê as dos outros (Região do Magreb)
 - O homem rico leva Deus no bolso; o pobre no coração (Filipinas)
 - O sorriso custa menos que a eletricidade e ilumina mais (Escócia)
 - Confia em Deus, mas não deixes de amarrar a carga do teu jumento.
 - Não digas que as estrelas morreram só porque há nuvens no céu (Arábia Saudita)
 - A amizade é um caminho na areia que desaparece se não se pisa constantemente (Líbia)
 - Tece elogios às montanhas, mas fica na planície; admira o mar, mas mantém-te no litoral (Florio)
 - Modera-te na prosperidade, resigna-te na adversidade e sê sempre prudente (Periandro)
- O homem preguiçoso é como um relógio sem corda (Jaime Balmes)
 - A preguiça anda tão devagar que é logo alcançada pela pobreza (Marco Aurélio)
 - As convicções políticas são como a virgindade; uma vez perdidas, não se recuperam (Margal)
 - Um partido é a loucura de poucos em prejuízo de muitos (A.pape)
 - O pobre trabalha. O rico explora-o. O soldado defende os dois. O contribuinte paga pelos três. O vagabundo descansa pelos quatro. O bêbado bebe pelos cinco. O banqueiro depena os seis. O advogado engana os sete. O médico mata os oito. O coveiro enterra os nove. O político vive dos dez.
 - O poder não corrompe; o poder desmascara (Rubén Blades)
 - Quando os que mandam perdem a vergonha, os que obedecem perdem o respeito.


NOTICIÁRIO DA PARÓQUIA
1- A comunidade de S. Camilo está em novena para a festa de Cristo Redentor, a quem foi dedicada a sua Igreja. A novena começou com uma procissão saída da igreja com a imagem de Cristo e, cada noite, tem uma celebração frente a uma casa, numa rua do bairro.

2- P. Casimiro, irmã Prudência e mais 5 membros de nossa comunidade paroquial participaram da assembleia diocesana de pastoral que se realizou em Brejo de quarta feira passada até sábado ao meio dia. No próximo número de nosso boletim daremos mais notícias sobre o conteúdo dessa assembléia.

3- Terça feira vamos começar uma série de reuniões na comunidade da Sagrada Família, pelas 20.00H, para a preparação dos ministros da Comunhão dessa comunidade e da de Nª Sª de Fátima.

4- A construção da Igreja do bairro das 1000 casas vai avançando. Tudo indica que vai ser dedicada a Nossa Senhora das Graças. Por agora estamos só construindo uma pequena casa que servirá de duas salas para catequese, mas que agora terá a função de proporcionar uma sombra aos trabalhadores para eles comerem, merendarem e descansarem ao meio dia. Claro também para guardar ferramentas de trabalho e materiais de construção. O ambiente de trabalho é pesado. Muito calor, nenhuma sombra, horrível poeira e terra muito dura para abrir alicerces. Já temos no local 10 enormes caçambas de terra para aterro, muita areia e pedra. Os alicerces já começaram a ser abertos. Outra grande dificuldade é a falta de água. Temos transportado água da Boa-Vista.

5- A comunidade de Nª S. de Fátima está com a lanchonete aberta na noite de sábado e depois das missas de domingo. Agradece a colaboração de todos para a compra de um sacrário e respectivo altar para terem o San tíssimo permanentemente na sua capela, agora que têm centro catequético.

6- Depois de nos terem roubado dois ventiladores de parede na capela de S. António, esta semana foi a vez da capela de S. Pedro, no Campo Velho. Rebentam uma janela e entram. Estamos aconselhando todas as comunidades a colocarem “travas” nas janelas e nas portas, pelo menos. Bom seria que todas as janelas tivessem grade de ferro. A porta por onde se entra para a capela deve ser reforçada com um portão de ferro como já existe nalgumas capelas. Agora pedimos aos ladrões que se protejam bem, porque quem for apanhado sofrerá conseqüências não agradáveis. Isto de estar uma comunidade a trabalhar e um bandido a roubar tudo... não soa bem. E tudo tende a piorar no futuro!

7- Esta semana vai também haver audiência no Fórum sobre uma proprietária de um bar que começou a funcionar (sim, começou depois de construída a Igreja!) nas traseiras da Igreja de S. Luzia e perturba, com o som, as celebrações da comunidade. E pede, para deixar de funcionar, que a comunidade lhe pague o suficiente para viver sem o bar. Será que Chapadinha deseja virar “patrimônio nacional de bares”?

8- Lembramos, mais uma vez, que no domingo, dia de Novembro, haverá o primeiro rito de batismo, para as pessoas que vão ser batizadas no Natal. Devem vir ao secretariado nesta semana a fazer a inscrição. Pessoas adultas ou pais que não venham neste dia com seus filhos a receber o primeiro rito não poderão depois reclamar, porque já é a terceira vez que avisamos. O segundo rito será no dia 9 de Dezembro. Todos dois depois da missa das 10.00H.

9- Hoje, domingo, a juventude fará um dia especial na paróquia para lembrar a Semana da Juventude que se não pode realizar no tempo devido.











ASSEMBLEIA DIOCESANA DA DIOCESE ENCERROU ONTEM, DIA 17


Com a presença de 100 representantes das 16 Paróquias da Diocese, e da quase totalidades dos padres  e religiosas da diocese,encerrou ontem, 17 a ASSEMBLEIA DIOCESANA deste ano 1012.

Foi assessor o P.Humberto Guidotti, professor  do IESMA, de São Luís, que também é professor numa metade do ano  na Universidade Católica da capital de Moçambique, cidade do Maputo. 

Entre parêntesis, nossa diocese tem 26.400 km2, e 544.000 habitantes, e 360.000 católicos, oitenta por cento. Tem 16 paróquias, 23 sacerdotes e 15 religiosas.

A Assembleia teve como tema o histórico do CONCÍLIO VATICANO II,  e o estudo da DOUTRINA SOCIAL DA IGREJA, dois temas tratados com competência pelo assessor P.Guidotti. Esses temas nos ocuparam nos dois primeiros dias - 15 e 16, sendo que o terceiro dia ( 17) foi reservado para avaliação e planejamento da diocese para o ano de 2013.
Nosso bispo Dom Valdeci nos recebeu e nos acompanhou com sua solicitude de pastor em toda assembleia. 

Brevemente daremos mais notícias sobre os planejamentos delineados na assembleia para o próximo ano 2013



Durante a caminhada de oração de manhãzinha

Logo cedo,a assembleia começava com a oração da manhã e caminhada

ORAÇÃO DA MANHÃ

Reunião por grupos

GRUPOS DE TRABALHO

IRMÃ LÚCIA DURANTE OS TRABALHOS
O ASSESSOR P. GUIDOTTI

SENHOR BISPO DOM VALDECI COMO ASSESSOR